1499-como-superar-o-estresse-na-infancia

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

A criança precisa do estresse positivo, tolerável, aquele que ajuda a superar situações difíceis e descobrir como vencer os obstáculos. Um momento de estresse pode gerar choro, mas logo será compensado com a ajuda dos pais ou de um adulto. O cérebro e as demais partes do corpo conseguirão se recuperar de seus efeitos negativos e logo o sorriso brilhará em seu rosto. A família deve estar atenta em relação ao estresse tóxico, que acontece quando a criança tem um sofrimento contínuo. Quando o choro é constante e a criança recebe pouca atenção, pouco amor, pois falta um adulto de confiança para oferecer carinho, cuidado e afeto. Nesse caso, há um aumento dos batimentos cardíacos e elevação dos níveis hormonais. Em algumas situações, elas perdem o sono e deixam de se alimentar. As crianças sem o apoio de um adulto responsável poderão sofrer consequências graves em seu desenvolvimento afetivo e emocional. Para falar sobre isso, convidamos Dom Anuar Battisti, Arcebispo Emérito de Maringá, no Paraná.

A criança pode ter estresse?

Eu penso que a criança tem, o adulto tem. Existe o estresse hoje que vem, de maneira especial, dos desejos, sentimentos e necessidades não atendidas, e isso provoca um desequilíbrio emocional na criança e também no adulto. As crianças, hoje, ficam desequilibradas ou se desequilibram porque não recebem toda a atenção, ou porque não têm tudo aquilo que gostariam de ter. Por exemplo, o uso do celular, o uso do computador, brinquedos, aquele espaço que elas gostariam de ter ou têm e não podem usar. Toda a proibição para a criança gera estresse. Ou melhor, toda a insegurança gera estresse.

E que consequências o estresse traz para as crianças?

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
1499 - 15/06/2020 - Como superar o estresse na infância


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

       

As crianças são as principais vítimas, hoje, de desequilíbrio emocional causado nelas por falta de atenção, por falta de satisfazer os próprios desejos, as suas necessidades. Por isso, elas se estressam.

Como os pais podem evitar que aconteça o estresse infantil?

Os primeiros a pagar o preço da discórdia dentro de casa são as crianças. A discórdia que nasce entre os pais por “ene” motivos. Às vezes, até por bobagem e por coisas tão pequenas se briga, se discute, e as vítimas desse desastre, desse desencontro familiar são as crianças. Infelizmente, são elas que pagam o maior preço pela falta de amor, de carinho, de ternura entre os pais.

Como ajudar a prevenir o estresse nas crianças?

dom-anuar-battisti

 Dom Anuar Battisti

Eu penso que a frase fundamental aqui é “as crianças precisam sempre de atenção”. Por mais exigente que seja, é preciso dar atenção, ternura, carinho e afeto. É isso que nós temos que aprender: pequenos gestos para formar grandes seres humanos do futuro para uma sociedade cada vez melhor.

Leia a entrevista na íntegra: 1499 - Como superar o estresse na infância (.PDF)

 

 

 

 

1616º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável

"Redução da violência"

A campanha “Zero violência, 100% ternura” abrange diversos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), promovidos pela ONU, promovendo a boa saúde e o bem estar das criança, a diminuição da pobreza, a redução das desigualdades e também, a paz, justiça e instituições fortes, uma vez que une a sociedade na busca da criança com ternura e pelo fim de todas as formas de violência contra a criança.

 

Dra. Zilda

“Tem uma luz que vem de dentro. Essa luz ilumina o caminho e faz com que, aos poucos, todas as pessoas enxerguem bem longe, e avistem como se fosse bem perto, um mundo onde todos se dão bem, sem violência, onde todos são respeitados e a paz para todos ocupa o primeiro lugar”.

Papa Francisco

“Onde reinam a violência e o ódio, os cristãos são chamados a dar testemunho de Deus, que é Amor”.

1519