Índice de Artigos

Gestante: o pré-natal é fundamental para garantir uma gestação saudável e um parto seguro!

96,4% das gestantes acompanhadas pela Pastoral da Criança fazem o pré-natal!* Das 73.208 gestantes cadastradas e visitadas mensalmente pelos líderes da Pastoral da Criança, quase todas compreenderam que fazer o Pré-Natal completo, com todas as consultas e exames, além de garantir uma gestação mais tranquila, pode fazer a diferença, em muitos casos, para salvar a vida da mãe e do bebê.

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
1154 - 11/11/2013 - Pré-natal


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

Sul

Norte

 Saiba como a Pastoral da Criança acompanha as gestantes em diversas comunidades do Brasil: visita domiciliar; acompanhamento nutricional; orientação para o pré-natal e para aleitamento materno; e entrega das Cartelas Laços de Amor. Tudo isso e muito mais, ressaltando, sobretudo, a presença amiga e solidária do líder da Pastoral da Criança que não mede esforços para que as gestantes sejam bem atendidas no Serviço de Saúde e o bebê tenha garantido o seu direito de nascer bem.

* Dados: Sistema de Informação da Pastoral da Criança – 2º Trimestre/2013.

Entrevista

O pré-natal foi criado para proteger o bebê e a mãe durante a gravidez por meio de cuidados médicos, nutricionais, psicológicos e sociais. Com os exames médicos realizados no pré natal é  possível identificar e reduzir muitos problemas de saúde que costumam atingir a mãe e seu bebê. 

A enfermeira Regina Reinaldin da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança respondeu algumas perguntas: 

 

SAIBA MAIS

Exames que a gestante precisa fazer

O nascimento do bebê

Qual é a importância do pré-natal? 

O pré-natal foi criado para proteger o bebê e a mãe. No pré-natal é possível descobrir e tratar algumas doenças que podem prejudicar a mãe e o bebê. A gestante tem direito a seis consultas. O médico irá perguntar sobre sua história familiar, fazer exame físico e pedir os exames de rotina. O médico vai orientar também sobre os sinais de risco, como identificar e o que fazer.

O que é feito normalmente numa consulta de pré-natal?gestante-fazendo-o-pre-natal-2

Na consulta, o médico vai verificar a pressão arterial da mulher, o peso e a altura. A partir da 13º semana, vai medir a altura uterina para saber como está o desenvolvimento do bebê. Conversar sobre as dúvidas da mulher, analisar os exames e explicar os resultados. Orientar também sobre a amamentação, alimentação, higiene, tanto dela quanto do bebê, e receitar algum remédio se necessário.

E quanto aos suplementos para gestante, o que você poderia dizer sobre isso?

Os suplementos são necessários. O ácido fólico deve ser tomado durante os 3 primeiros meses, deve ser uma dose diária e a quantidade recomendada pelo médico. O ácido previne a má formação congênita no bebê relacionada ao sistema nervoso. O ferro, também nos primeiros meses, e ao longo da gravidez para evitar que o bebê nasça com baixo peso. 

Qual é a importância da presença de um acompanhante  durante as consultas de pré-natal? 

É muito importante. No caso do companheiro, ele vai se unir mais, o relacionamento vai ter uma estrutura melhor entre o homem e a mulher para partilhar este momento tão bonito que é a gravidez e também o parto.

Um dos maiores problemas que existe, é que muitas vezes a gestante vai a consulta, não entende bem as orientações do médico, mas não tem coragem de perguntar. Não tira suas dúvidas e não coloca em prática as orientações que recebe. O que é preciso fazer quanto a isso?

A gestante deve anotar todas as dúvidas que tem durante o dia-a-dia, para quando chegar no dia da consulta tirar todas as dúvidas. É importante que não saia do consultório sem entender as orientações do médico, enfermeiros e outros profissionais da área da saúde.

Quando a gestante recebe as orientações e não coloca em prática por que alguém da família ou da vizinhança não concorda. A gestante fica entre duas informações e não sabe o que fazer, a quem deve ouvir?

A gestante deve sempre seguir as orientações do profissional da área da saúde. A avó vai falar uma coisa, a mãe vai falar outra coisa, a vizinha vem com outra orientação e as orientações do médico muitas vezes não são seguidas. É justamente as orientações do médico, que ele dá durante as consultas que a gestante deve seguir para ter uma gestação segura.

 

 


Mais recentes - Gestação