gestante 9 mesesFalando sobre o bebê

No sétimo mês de gestação, o bebê já mede cerca de 40 centímetros e pesa mais de um quilo. Seu cérebro está maior, ele sente dor e percebe luz forte perto da barriga da mãe.

A partir do oitavo mês o espaço que o bebê ocupa já não é mais tão folgado, e ele geralmente vai se posicionando de cabeça para baixo, preparando-se para o parto. Com isso, volta a pressionar a bexiga da mamãe, e ela tem mais vontade de fazer xixi.

No último mês de gestação, o peso de um bebê é de aproximadamente três quilos e trezentos gramas (3.300 g) e seu tamanho pode variar de 48 a 52 centímetros, dependendo do sexo.

É bom os pais conversarem com o bebê, falando como estão se sentindo agora que o nascimento está mais próximo. Isso vai criando um elo de amor com o bebê e fortalece a relação entre a criança e os pais depois do nascimento.

Nessa fase da gestação, o bebê vai ganhar cerca de dois quilos, ou seja, a maior parte do seu peso de nascimento. Por isso, é muito importante que a mãe ganhe peso nesses meses de gestação.

gestante 9 meses trabalhando

 Foto: Rodolfo Rührer


Falando sobre a gestante

Nesse último trimestre, as veias das mamas da gestante aparecem mais. A barriga está bem maior, o umbigo pode ficar saltado e o útero empurra as costelas e aperta os pulmões. Cada gestante apresenta uma barriga diferente: isso varia de acordo com o tipo físico da mulher, com o aumento de peso durante a gravidez e também com o tamanho do bebê.

Nos últimos três meses de gravidez, a gestante deve procurar trabalhar menos e descansar mais. Se ela fizer trabalho pesado e se cansar muito, o bebê poderá até nascer antes do tempo. Por isso, a gestante precisa receber mais ajuda do companheiro e da família nas tarefas da casa e no que for necessário.

Alojamento conjunto

Se mãe e bebê estiverem bem, eles devem ficar em alojamento conjunto; isto é, o bebê deve ficar o tempo todo bem próximo de sua mãe, com o berço ao lado da cama dela.

alojamento conjunto

Foto: Rosangela Regina Reinaldin

O bebê deve ser colocado no peito para mamar logo depois que nasce. Assim, além de receber o colostro, ele vai sentir o cheiro e o calor da mãe e ouvir sua voz. Com isso, o bebê começa a se acostumar, de um jeito mais tranquilo, à vida fora da barriga.

No alojamento conjunto, o bebê poderá mamar sempre que quiser e será acarinhado pelos pais. Ficando com o bebê próximo, a mãe pode perceber quando alguma coisa não está bem com ele.

O alojamento conjunto é um direito garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

"A mulher, quando vai dar à luz, fica angustiada, porque chegou a sua hora. Mas depois que a criança nasceu, já não se lembra mais das dores, na alegria de um ser humano ter vindo ao mundo”. Jo 16,21

Queixas mais comuns

Dores nas costas

Dores nas costas e cansaço

Nos últimos meses de gravidez, a gestante fica mais cansada e com dor nas costas, por conta da posição da coluna. A dor na parte de baixo da barriga é causada pelo peso do bebê no útero. Para aliviar esses desconfortos, ela precisa descansar, com as pernas um pouco elevadas, várias vezes ao dia.

Dificuldades para dormir e preocupação

gestante 9 meses deitada

Foto: Reinaldo Okita

Dificuldade para dormir e preocupação

Às vezes é difícil para a gestante achar uma posição confortável para dormir por causa do tamanho da barriga. É bom que a gestante durma virada para o lado esquerdo. Assim, o peso do útero não apertará as principais veias da barriga.

Ela pode ainda colocar travesseiros entres os joelhos e na barriga, como apoio para diminuir o desconforto. Quando o sono também é atrapalhado pela preocupação com a hora do parto, ela deve respirar lenta e profundamente antes de dormir para relaxar e melhorar o sono.

A gestante pode conversar sobre suas angústias com o companheiro, a família ou com amigos próximos, pois isso geralmente ajuda a diminuir as preocupações.

 

Sensação de estufamento na barriga

Sensação de estufamento na barriga

A sensação de estufamento na barriga costuma aparecer após as refeições. Nesse caso, a gestante não deve tomar líquidos durante as refeições, deve comer pouco e com mais frequência, e a modificar o preparo dos alimentos, tornando-os mais líquidos ou pastosos. Assim a digestão fica mais fácil.

ATENÇÃO: Se a gestante não sentir o bebê se mexendo dentro da barriga ou se o bebê se agitar muito, por mais de meia hora, deve-se procurar o hospital imediatamente.

parto gestante 9mesesSinais de pré-trabalho de parto

Algumas semanas antes do parto, o corpo da gestante passa por transformações para se preparar para o parto:

O bebê se posiciona mais para baixo na barriga da mãe, o que causa pressão na parte de baixo da barriga, às vezes acompanhada de dor nas costas;

A barriga fica dura mais vezes — são as contrações, que antes eram fracas, sem dor, e agora passam ser mais fortes;

Secreções vaginais em maior quantidade, às vezes de cor mais rosada, aparecem por causa do rompimento de algumas veias. Isso é causado pela descida do bebê, se posicionando para o nascimento.

Nos últimos três meses de gravidez, a gestante deve evitar o trabalho pesado. Quando ela faz trabalho pesado e se cansa muito, o bebê pode até nascer antes do tempo. Fazer trabalhos leves e exercícios, por outro lado, ajuda no parto.

plano de parto 9 mesesPlano de parto

Nos últimos meses da gravidez, é bom conversar com a família sobre os preparativos para o parto e sobre o nascimento do bebê.

A gestante sabe em que hospital terá o seu bebê? Se ela mora longe do hospital, é bom pensar em ficar hospedada num local mais próximo. Se ela já tem outros filhos, é importante combinar com algum parente ou conhecido para que este cuide das outras crianças enquanto ela estiver no hospital.

Também é essencial conhecer os tipos de parto. A melhor maneira do bebê nascer é por parto normal, ou seja, pela vagina. Quando nasce dessa maneira, o bebê nasce na hora certa, é mais ativo e tem mais força e vontade de mamar o colostro já nas primeiras horas de vida. Essas primeiras mamadas aumentam as chances da mãe manter o aleitamento materno e dão mais proteção ao bebê.

Saiba mais: Direitos e cuidados no pré-parto, parto e pós-parto

O parto normal é melhor também para a mãe. Ela sente menos dor depois do parto e se recupera muito mais rápido. Com isso, fica mais disposta para cuidar de si mesma e do bebê. A cesariana só deve ocorrer em situações em que a saúde da mãe ou do bebê estão em risco. Quem avalia esses riscos é o médico, e a opinião da gestante sempre deve ser considerada.

Na hora de ir para o hospital, a gestante precisa levar:

  • Sua Caderneta da Gestante;
  • Um documento – que pode ser a identidade, carteira de trabalho, certidão de casamento ou de nascimento;
  • Seu Cartão do SUS, se tiver;
  • Uma sacola com suas roupas, absorventes e algumas roupinhas para o bebê.

O companheiro, as pessoas da família ou os amigos que moram perto, precisam conhecer os sinais de trabalho de parto e saber aonde levar a gestante. Assim, se sentirão mais seguros para procurar o hospital na hora certa.

Os sinais de que a hora do parto está chegando podem ser diferentes de uma mulher para outra e também de uma gravidez para outra. Em geral o trabalho de parto do primeiro filho é mais demorado.

plano de parto 9 meses cartelaCartela plano de parto (.PDF)

Gestante, para ajudá-la a se programar e ter essas informações acessíveis a qualquer momento, a Pastoral da Criança elaborou um modelo de Plano de Parto, a cartela 7B do Laços de Amor. Preencha essa cartela com a sua família e coloque-a em um local visível da sua casa.

Gravidez na adolescência

Pré-natal

Exames da gestante

Anemia: um alerta para gestantes e crianças

 Riscos na gestação: como identificar

Plano de parto