Maeefilhoamarelo

Foto:Andrii Oleksiienko_Photoxpress

1Realizar o pré-natal, isto é, ir a todas as consultas e realizar todos os exames necessários. Muitas vezes a realização de exames simples podem prevenir complicações e a morte da grávida e/ou do bebê. Por vezes, as mulheres correm riscos porque não sabem que têm pressão alta ou diabetes.

 

 4

Organizar o plano de parto.

 

 

3

Os governantes têm que melhorar a assistência de pré-natal de baixo e alto risco e o atendimento nos serviços de saúde e maternidades, o acompanhamento das mulheres no pós-parto e a qualidade da assistência em planejamento familiar.

 

 

2

 

Ter no município um Comitê de Mortalidade Materna, que é responsável pela investigação técnica da história clínica da mulher que culminou no óbito. Esses comitês não têm caráter punitivo, mas educativo.

 

 

5

 

Ter profissionais capacitados para um atendimento humanizado no pré-natal, parto e pós-parto.

 

 


Mais recentes - Gestação