preparacao para a gestacao

 Foto: Alicia Jo McMahan

Talvez muita gente ainda não tenha pensado que os cuidados com uma gestação podem começar antes mesmo do fenômeno biológico da fecundação. Conversar, escolher o melhor momento e fazer um “check-up” antes de tentar uma gravidez podem fazer uma grande diferença para a saúde física e emocional da família que ganhará uma nova vida. 

Por que se preparar para a chegada do bebê? Para a pediatra Dra. Luciana Herrero, “a preparação oferece a segurança merecida, as referências necessárias, para que as mamães/papais possam confiar em si mesmos, pois sabem o que esperar de cada fase”. Assim, as decisões deste período são tomadas com mais certeza e tranquilidade. 

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
Programa de Rádio 1245 - 10/08/2015 - Preparação da mulher para a gestação


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

Sul

Norte

A seguir, a entrevista da enfermeira Regina Reinaldin, da coordenação nacional da Pastoral da Criança, traz mais informações sobre os exames que o casal deve realizar antes de começar a tentar a gravidez. E a psicóloga Monica Flugel Hill orienta como se preparar emocionalmente para este momento tão transformador na vida da mulher, do homem e dos familiares.

Por que é importante o casal realizar exames antes de tentar uma gravidez?

Para ter uma gravidez sem sobressaltos, avaliar o histórico do casal quanto às doenças anteriores e as suas possíveis sequelas, que não somente dificultam a gravidez, mas também podem indicar a possibilidade de fetos mal-formados. Durante a consulta, são avaliados os medicamentos e vacinas que o casal já tomou, bem como o mapeamento de vícios que possam prejudicar a saúde. Além disso, é preciso verificar anomalias genéticas na família, episódios de aborto ou gravidez anterior. 

Quais são os principais exames que a mulher deve fazer, antes de engravidar?

regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

Foto: Marcello Caldin 

Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

O papanicolau; hemograma completo, para identificar o grupo sanguíneo, tipagem sanguínea e o fator Rh; e a glicemia, que vai permitir descartar o diabetes. Outros exames que a mulher deve fazer são: exame de sedimento urinário; reação sorológica para sífilis; reação sorológica para a rubeóla, pois a rubeóla provoca lesões graves no filho; também temos a sorologia para HIV, que deverá ser solicitada com consentimento do casal.

Que exames são importantes para o homem?

Para o homem, temos o espermograma completo, que permite conhecer suas condições de fertilidade; e o hemograma completo. Também temos a tipagem sanguínea para identificar o grupo sanguíneo e o fator Rh - exame muito importante para saber quando o homem tem fator Rh positivo e a esposa tem o fator Rh negativo. O exame de sedimento urinário é importante para verificar a função renal. E, ainda, a glicemia, que permite descartar o diabetes; reação sorológica para sífilis; sorologia para hepatite B e C; e sorologia para HIV. 

Leia entrevista completa: 1245 - Entrevista com Regina Reinaldin - Preparação da mulher para a gestação (.PDF)

 

Preparando a “cabeça” para a gravidez

A preparação física e mental do casal antes que a gravidez aconteça é tão importante quanto o próprio período de gestação. É bom que esse preparo se inicie pelo menos três meses antes da gravidez.

Preparação da mãe

Começando pela alimentação, a futura mamãe deve comer alimentos ricos em fibras, sais minerais, vitaminas, proteínas e carboidratos em quantidade adequada, sem exageros. É importante que o casal elimine maus hábitos como o fumo, uso de drogas e álcool, pois a ingestão, o consumo ou a inalação de substâncias tóxicas atrapalha o funcionamento do organismo da mulher e compromete o desenvolvimento saudável da gestação.

Um médico ginecologista deve ser consultado para esta preparação. Será preciso fazer exames de rotina e, se uma doença é detectada, pode ser tratada antes da gravidez ou controlada adequadamente com medicações que possam ser mantidas durante a gestação.
A atividade física deve ser iniciada antes da gravidez e mantida durante este período. Ela mantém o metabolismo ativo e mais acelerado, ajuda no controle do peso e na boa circulação sanguínea. Isso também ajuda no equilíbrio emocional da mulher e do homem. Por isso, é bom que o casal faça caminhadas, corridas, ou outros exercícios que já estejam acostumados a fazer.

Preparação do pai

O futuro papai deve acompanhar esse processo de forma ativa. Afinal, ele também precisa se preparar emocionalmente para acolher um novo ser na sua vida. Assim como a mulher, ele também tem suas próprias angústias e questionamentos quanto a paternidade, que precisam ser levadas em conta.

Se o companheiro da mulher entender o que se passa com ela e também puder compartilhar suas expectativas e medos, provavelmente será mais fácil para ele participar afetivamente da convivência com o bebê após o nascimento dele.

Preparação do casal

A vinda de um bebê vai mexer com o estado psicológico dos pais. A mulher vai passar por períodos de mudança de humor por causa dos hormônios e da expectativa de ser mãe. Por isso, esse preparo mental é importante para que a gravidez seja vivenciada com menos ansiedade e mais alegria e prazer.

Todos estes sentimentos, tantos os positivos quanto os negativos, com relação à gravidez são naturais em certa medida. É uma fase delicada que pode representar uma oportunidade única de desenvolvimento emocional e fortalecimento de vínculo afetivo entre o casal. O apoio de pessoas queridas e de profissionais aptos a prestar orientações à gestante e seu cônjuge pode ajudar na compreensão e aceitação deste processo.

Para isso, é necessário que o casal converse bastante entre si e entenda as mudanças que ocorrerão na vida deles, principalmente se vão ser pais pela primeira vez. As prioridades no casamento, que antes eram para o casal somente, vão ser somadas também às necessidades do bebê. É importante que o casal saiba que tudo vai mudar: o sono, a casa, a vida toda em si.

Preparação dos outros filhos

Casais que já têm filhos sabem das adaptações que precisam passar e os cuidados que precisam ter. Mas é necessário trabalhar com o psicológico dos filhos, para que o ciúmes não prejudique o relacionamento entre todos. É importante mostrar aos filhos que eles podem ser muito importantes para o novo irmão ou irmã, além de um ajudante muito especial.

Por mais preparo e cuidados que se possa ter, sempre vai haver uma coisa ou outra que pode fugir das expectativas do casal. O amor que existe entre o casal deve estar acima de todas as dificuldades. É com esse amor que o casal deverá cuidar de seus filhos e prepará-los para a vida com carinho, cumplicidade e amizade. Assim, os filhos vão crescer vendo nos pais o espelho de um lar feliz.

Como a Pastoral da Criança faz

Planejar: o caminho para uma gestação saudável

Não há motivo para pânico se duas ou três tentativas para engravidar não derem certo. Alimentação inadequada, estresse exagerado e alterações emocionais podem atrapalhar esse processo. Muitas vezes a solução é mais simples do que se imagina. O melhor é procurar um médico e realizar todos os exames para verificar se está tudo bem e assim tentar a gravidez.

Monica Flugel Hill
Psicóloga


Mais recentes - Gestação