ilustracao sal 01A gestação é um período maravilhoso na vida de uma mulher, mas também é um período que requer cuidados, especialmente no que diz respeito à pressão arterial. As gestantes têm que ficar muito atentas na prevenção da hipertensão e também devem estar alertas com relação aos sinais que indicam um aumento da pressão arterial. Mulheres que já eram hipertensas antes de engravidar precisam tomar cuidados redobrados, pois a pressão alta pode colocar em risco tanto a vida da mãe, quanto do bebê.

Um bom pré-natal é a melhor maneira de prevenir e controlar situações de risco. Uma alimentação saudável, com pouco sal, mas muitas frutas, legumes e verduras também ajuda. Agora, o mais importante: a gestante deve procurar imediatamente o serviço de saúde em caso de pressão alta, ou mesmo de suspeita de que a pressão tenha subido, e nunca tomar remédio por conta própria. Só os profissionais de saúde podem dizer o que de fato está acontecendo e indicar o melhor tratamento.

regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

 Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

"A pré-eclampsia é o aumento da pressão arterial acompanhada da eliminação de proteína pela urina. A eclampsia se caracteriza pela pressão muito elevada e com outros sintomas mais graves, como convulsão e inchaços. Nesse estágio da doença, a vida da mãe e do bebê corre sérios riscos, inclusive de morte", explica Regina.

A hipertensão, ou pressão alta, existe quando a pressão medida várias vezes em consultório médico é igual ou maior que 14 por 9. A pressão alta é uma doença muito comum, que atinge uma entre cada cinco pessoas. O Ministério da Saúde estima que milhões de brasileiros não sabem que têm pressão alta, por isso chamam a pressão alta de assassina silenciosa. Confira mais sobre o assunto na entrevista de Regina Reinaldin, enfermeira da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Quais são as causas da pressão alta?

As causas estão relacionadas com fatores genéticos, excesso de peso, ter hábitos de vida pouco saudáveis - como alimentação rica em sal e gorduras -, e não fazer exercícios físicos regulares.

A pressão alta pode causar que tipo de problemas?

Entre os principais, destaco as doenças cardiovasculares, cerebrais e cardíacas, as complicações de visão, as doenças renais e também a impotência sexual. Os obesos têm tendência a ter a pressão alta, e também com isso desenvolver o diabetes.

Que problemas a pressão alta pode trazer na gestação?

Há a doença hipertensiva específica de gestação, esse é um dos distúrbios mais comuns em grávidas e se apresenta em duas formas: como a pré-eclampsia e a eclampsia. A pré-eclampsia é o aumento da pressão arterial acompanhada da eliminação de proteína pela urina. Normalmente, essas complicações começam na vigésima semana da gestação. Quando não tratada adequadamente, ela pode levar à eclampsia, que se caracteriza pela pressão muito elevada e com outros sintomas mais graves, como convulsão e inchaços. Nesse estágio da doença, a vida da mãe e do bebê corre sérios riscos, inclusive de morte.

Leia na íntegra: 1216 - Entrevista com Regina Reinaldin - Pressão alta na gestação (.PDF)

 


Mais recentes - Gestação