1308 higiene e saude entrevista

Foto: Chapecó - SC

Segundo o relatório da ONU-Água, sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos, quase 10% das doenças registradas ao redor do mundo poderiam ser evitadas se os governos investissem mais no acesso à água, medidas de higiene e saneamento básico.

Quando falamos em higiene, precisamos pensar em dois cenários: o externo (saneamento básico e os espaços públicos) e o interno (relacionado ao que acontece dentro da nossa casa, como a higiene corporal, dos alimentos e do ambiente).

Nesta semana, a Pastoral da Criança chama sua atenção para a higiene e como pequenas ações podem preservar a nossa saúde e de nossas crianças. Para falar mais sobre esse tema, apresentamos: Clóvis Boufleur, gestor de relações institucionais da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

clovis-boufleur

Clóvis Boufleur - Gestor de Relações Institucionais da Pastoral da Criança

Quais são os cuidados que devemos ter com a higiene das crianças em casa?

É preciso cuidar, todos os dias, da limpeza da criança: o banho, os cabelos, as unhas, limpeza dos dentes, com escovação diária, e também, para que a criança lave as mãos depois de usar o banheiro, brincar ou tossir e espirrar. Devemos também, lavar as mãos antes de lidar com os alimentos, isso vale tanto para as crianças, quanto para os adultos. Vale lembrar da importância de sempre cobrir os alimentos e de organizar e separar o lixo reciclável, para o nosso bem e para o do ambiente.

Em relação à higiene na escola, como deve ser?

Os adultos que trabalham na escola devem sempre orientar as crianças e acompanhar se elas estão fazem aquilo que foram orientadas a fazer. Por exemplo: se elas lavam as mãos antes de fazer o lanche. Também é preciso cuidar da limpeza dos ambientes da escola: banheiros, carteiras, pisos e outros. É necessário dar muita atenção a esse assunto, porque as crianças precisam da contribuição dos professores para acompanhar a higiene.

Como deve ser a higiene nos espaços de lazer das crianças?

Os adultos precisam ficar muito atentos, é essencial verificar a limpeza das balanças, escorregadores, dos brinquedos em geral que existem nesses espaços públicos, e também ficar atentos ao lixo, jogando na lixeira e não deixando espalhado. Além de deixarmos o espaço limpo para os outros que visitarão esse local, damos o exemplo para as crianças.

O que são micro-organismos e como devemos fazer a limpeza de algo que não vemos?

Quando a gente fala de micro-organismos, nós estamos tratando dos fungos, das bactérias, parasitas e vírus. De acordo com a situação e o tipo de material que a criança utiliza, é possível fazer a fervura, por cerca de cinco minutos. Há casos em que os objetos da criança, especialmente alguns brinquedos, podem ficar de molho na água com um produto à base de cloro. Também é possível esfregar ou passar um pano com álcool nos brinquedos ou qualquer outro produto de limpeza que possa eliminar as poeiras e aquilo que pode provocar algum tipo de alergia. Sempre que usarmos algum detergente ou desinfetante, é bom ler o rótulo, para saber exatamente qual é a recomendação do fabricante e assim, usarmos o produto da forma correta.

Leia a entrevista na íntegra: 1308 - Entrevista com Clóvis Boufleur - Higiene e saúde da criança (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança. Ouça o programa de 15 minutos na íntegra
Programa de Rádio 1308 - 24/10/2016 - Higiene e saúde da criança
{audio socialshare:no}1308 - Higiene e saude da crianca sul|/joomlatools-files/docman-files/1308higieneesaudedacrianca_S.mp3; 1308 - Higiene e saude da crianca norte|/joomlatools-files/docman-files/1308higieneesaudedacrianca_N.mp3{/audio}

Mais recentes - Criança