1306 dia da crianca e prevencao da obesidade cpf

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

A obesidade infantil ocorre quando uma criança está acima do peso para a sua idade e altura. Isso pode levar a complicações, como diabetes, pressão alta, dificuldades respiratórias, problemas no fígado, entre outros. Mas, como os adultos podem ajudar a criança com sobrepeso?

Antes de tudo, é preciso marcar uma consulta com um profissional. Os especialistas (pediatra, endocrinologista e nutricionista) irão considerar o histórico da criança, assim como o seu crescimento e desenvolvimento.

Caso o médico identifique a necessidade de perda de peso, o emagrecimento deverá ser lento e constante, sempre acompanhado por um profissional, e ligado a uma dieta saudável e a prática de exercícios. Vale lembrar que não há fórmulas secretas, é preciso mudar o estilo de vida e esse é um compromisso dos pais e das crianças.

Dra. Zilda

"Líder, sua missão é exercida enquanto fala que a alimentação da gestante e da criança deve ser rica em ferro, vitaminas e sais minerais, que o aleitamento materno é fonte de saúde e de educação para o amor".

Papa Francisco

“No Evangelho, Jesus acolhe as crianças, abraça-as e abençoa-as. Também nós temos o dever de proteger, guiar e encorajar os nossos jovens, ajudando-os a construir uma sociedade digna do seu grande patrimônio espiritual e cultural”.

Valdinelda Aguiar Monte, coordenadora da Diocese de Fortaleza (CE), conta: “Nós estávamos com algumas crianças com excesso de peso na comunidade e preocupados com a saúde delas, fizemos todo um trabalho. Convidamos uma nutricionista para dar uma palestra, levamos alimentos saudáveis e explicamos para as mães como elas podiam incluir eles na alimentação”.

Em alguns casos, mais do que conversar, é preciso ter a iniciativa. “Tinha uma mãe que estava bem acima do peso e o filho dela também. Então, nós perguntávamos para ela se ela queria fazer educação física ou alguma atividade. E ela sempre dizia que não, que ela não tinha coragem. Foi quando eu cheguei e disse para ela me falar um horário, que eu ia fazer com ela, nós íamos juntas caminhar. No começo ela não aceitava, não queria fazer e nem que a criança fizesse. Até que, no final, ela descobriu que quem estava sendo mais prejudicado era o filho dela. Então, ele começou a fazer um tratamento nutricional, brincar, fazer atividades. Ele ainda está um pouco cheinho, mas continua fazendo isso enquanto vai crescendo. Por 2 anos seguidos, nós levamos nutricionistas, principalmente quando víamos que estava precisando mais e vamos manter. Nós tivemos o trabalho de conscientizar e também de ser o ponto de partida. Ser da Pastoral da Criança é isso, é fazer a diferença”, relata Valdinelda.

Os pais desempenham um papel crucial para ajudar as crianças a controlarem o peso. É indispensável que eles ressaltem o lado positivo de uma alimentação saudável, sejam o exemplo e não cedam à vontade das crianças, de trocar a refeição por um lanche, por exemplo. Também, é importante aproveitar as oportunidades para brincar e praticar atividades físicas, que além de queimarem as calorias ingeridas, ajudam a fortalecer os ossos e músculos, melhoram o humor e a qualidade do sono.

A mudança de estilo de vida, que envolve hábitos alimentares e exercícios, é uma ação para toda a família e só traz benefícios.

Mais recentes - Criança