1240 seiosfaciais1Sinusite

A sinusite é uma doença muito comum em crianças. É a inflamação da mucosa que reveste os seios da face.

A sinusite pode ser causada por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus, ou por fatores alérgicos. Poeira, choque térmico e cheiros ativos são listados como desencadeadores da rinopatia alérgica. Exposição a determinados agentes químicos e alterações na anatomia nasal ou dos seios da face fazem parte do outro grupo de responsáveis pela sinusite.

A sinusite poder ser aguda, quando os sintomas estão presentes por um período inferior a 12 semanas; ou crônica, quando o inchaço e a inflamação dos seios nasais estão presentes por mais de 12 semanas.

Sintomas: Os sintomas mais comuns da sinusite são tosse, nariz entupido com produção de catarro amarelado e, eventualmente, febre e dor de cabeça. Este sintomas podem ser confundidos com um resfriado comum ou até mesmo com a rinite alérgica. A diferença está no tempo de permanência dos sintomas. Nos resfriados comuns, eles não ultrapassam sete dias, o que não acontece com a sinusite. A rinite alérgica, a congestão nasal vem acompanhada de coriza, espirros e coceira no nariz.

Importante: Não usar medicamentos por conta própria ou sugeridos por outras pessoas. Automedicação pode levar a complicações de um problema inicialmente simples de ser resolvido. Caso tenha estes sintomas, procure o serviço de saúde.

Rinite

A rinite alérgica é uma reação alérgica da mucosa nasal a determinados antígenos (substâncias ativas que ao entrarem em contato com o organismo provocam a produção de anticorpos). Os fatores desencadeantes da rinite alérgica podem ser alimentos, animais, ácaros, poeiras, drogas ou substâncias químicas.

Sintomas: Os sintomas que os pacientes portadores de rinite alérgica apresentam são obstrução nasal (entupimento), coriza, espirro e coceira no nariz. Essa coceira pode ser também na garganta ou nos olhos.

Se a reação alérgica for causada com a ingestão de determinado alimento, o mais fácil a fazer é deixar de comê-lo.

A higiene do ambiente é fundamental para tratar esta reação alérgica, assim como evitar o contato com a substância que desencadeia os sintomas.

Outra medida de higiene do ambiente é no quarto onde a criança com rinite dorme, que deve ser limpos com bastante frequência. Os aspiradores são capazes de reter alguma sujeira, então o uso de pano úmido na limpeza é uma forma bastante eficaz para remover a poeira. A ventilação na casa, e principalmente no quarto, ajuda, e um ambiente ensolarado, é mais difícil o fungo se desenvolver. Não ter carpetes, cortinas, tapetes, bichos de pelúcia, almofadas, móveis e outros e utensílios que possam acumular poeira nos ambientes seria a melhor opção para quem tem rinite.

Importante: Evite o uso de perfumes, produtos de limpeza, produtos para deixar os ambientes com odor agradável, fumaça de cigarro, tintas, inseticidas e poluição. Sempre é bom lembrar que a automedicação pode agravar a doença, procure o serviço de saúde caso tenha estas sintomas.

Mais recentes - Criança