campanha antibiotico

A Pastoral da Criança realiza a Campanha permanente: "Antibiótico, primeira dose imediata". Essa Campanha visa prevenir as mortes provocadas por pneumonia. Saiba mais sobre essa doença, seus sintomas, tratamento e formas de prevenção nessa entrevista com Regina Reinaldin, enfermeira da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

O que é pneumonia?

Pneumonia é uma infecção respiratória grave. Se a criança não receber o tratamento certo e no tempo certo, pode morrer. Por isso, quando a criança apresenta algum sinal de infecção respiratória, a mãe, pai ou familiar deve ser orientado para que:

 

 

Leve ao médico o mais rápido possível;
Continue a amamentar, se a criança estiver sendo amamentada;
Dê os medicamentos na dose, nos horários e pelo tempo recomendado pelo médico;
Volte ao serviço de saúde no dia marcado ou a qualquer momento, se a criança não apresentar melhora ou piorar.

O que é infecção respiratória?

A infecção respiratória ou de vias aéreas, é uma doença que pode atingir indivíduos de todas as idades. É mais comum nas crianças, nos idosos e nos imunossuprimidos (ex: HIV, lupus).

Quais os principais sintomas da infecção respiratória?

Os sintomas da infecção respiratória são: febre, tosse, mal estar, dor torácica, catarro, dor de ouvido e dor abdominal (principalmente nas crianças).

Por que o Ministério da Saúde orienta que a primeira dose seja imediata?

Uma criança com suspeita de pneumonia, com a indicação médica de antibiótico, deve receber a primeira dose do remédio na própria Unidade Básica de Saúde (UBS), conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde publicou a Portaria nº 1.820, de 13 de agosto de 2009, que descreve os direitos e deveres dos usuários da saúde, e orienta para o tratamento no tempo certo. No caso do Antibiótico para criança com pneumonia, o tempo certo é logo depois do diagnóstico médico, na própria Unidade Básica de Saúde.

Por que dar a primeira dose do antibiótico no posto?

A primeira dose de antibiótico dada logo após a consulta, ainda no posto de saúde, poderia evitar uma parte significativa das cerca de 4 mil mortes anuais entre crianças menores de cinco anos no Brasil, registradas no Ministério da Saúde. Segundo dados do governo, as infecções respiratórias causadas por bactérias são a segunda causa de morte de crianças no país. As doenças respiratórias respondem por 19,7% das causas de morte de crianças entre 1 e 4 anos de idade, e 6,2% das crianças menores de um ano.

Mas não seria melhor esperar o resultado do Raio X para afirmar queacriança estácompneumonia einiciar otratamento?

Não. Namaioriadaspneumoniascomunitáriasseiniciaotratamento imediatamente e se reavalia clinicamente com 24 a 48 horas.

Mas se o médico resolver internar, vai precisar tomar a primeira dose na UBS antes de ser encaminhada para a internação?

Sim, ela precisa tomar na UBS, pois o tempo entre a transferência, internação e o início do tratamento pode levar horas. Por isso, recomenda-se dar a primeira dose de antibiótico na UBS antes de encaminhar para o hospital.

O que acontece quando a pessoa não faz o tratamento com o antibiótico até fim e não completa as doses defi idas pelo médico?

Nesse caso, as bactérias do paciente podem vir a desenvolver resistência ao antibiótico, o que é um problema de saúde pública, pois o uso indiscriminado e incorreto de antibióticos vem crescendo a cada dia. Se a criança tem alergia e a mãe não sabe.

Alguns profissionais de saúde, por não serem médicos, poderiam alegar ter receio de dar a primeira dose por temer reações alérgicas?

Essas reações graves, embora raras, existem. E devido a isso, o correto é que a primeira dose seja dada em uma unidade básica. Por isso, as UBS deveriam dispor de insumos adequados para atender às reações alérgicas na primeira hora após a aplicação de fármacos. É sempre melhor ter reações no serviço de saúde do que ter em casa.

Podemos prevenir doenças respiratórias?

Sim, mantendo a vacinação adequada e em dia; o aleitamento materno até o sexto mês de vida exclusivo, pois transmite anticorpos da mãe que protege de um grande número de doenças; mantendo a casa e principalmente o quarto das crianças arejado e limpo. É importante não ter nada que possa acumular pó em objetos, como bichinhos de pelúcia, tapetes, cortinas, protetor de berço, mosquiteiro, almofadas, caixas de brinquedos, entre outros; manter os animais de estimação no quintal; não fumar dentro de casa; lavar as mãos com água e sabão, principalmente depois de tossir ou espirrar, depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz.

Veja mais sobre a campanha antibiótico: 1ª dose imediata

 

Mais recentes - Criança