cidadania186O calendário da Pastoral da Criança propõe para o mês de maio o tema alimentação saudável.  Desde que surgiu, a Pastoral da Criança se preocupa com a alimentação da família.  Boa saúde começa com refeições saudáveis e nutritivas, variadas, equilibradas, coloridas – preferencialmente pratos formados com alimentos típicos de cada região. A base de nosso hábito alimentar está ligado ao local onde crescemos, à história da nossa família e comunidade.

 

Todos os dias é preciso decidir o que vamos comer. Procure avaliar que atitudes podem melhorar a qualidade do alimento que você vai consumir hoje.

Em recente divulgação do Ministério da Saúde, foi confirmada uma diminuição significativa da desnutrição no país. Ao mesmo tempo, notamos em nossas comunidades um número cada vez maior de crianças com excesso de peso. O aumento do peso entre as crianças e famílias acompanhadas é resultado de vários fatores. Hábitos alimentares errados, com o maior consumo de farinhas, açúcar e alimentos industrializados e vida sedentária, com pouca atividade física, estão entre as principais causas do excesso de peso infantil.

 

A Pastoral da Criança desenvolve diversas ações para prevenir e reduzir a obesidade infantil. Podemos evitar a obesidade com a amamentação exclusiva até os seis meses e o consumo de alimentos saudáveis, principalmente as frutas, hortaliças, arroz, feijão, carnes magras e também a atividade física.

A ação Alimentação e Hortas Caseiras da Pastoral da Criança tem o objetivo de levar informações e dicas sobre alimentação e plantio de hortas caseiras a todos os líderes e famílias acompanhadas. É uma das ações com as quais as famílias podem produzir alimentos saudáveis e de qualidade por um baixo custo, com  todos os nutrientes (vitaminas, minerais, carboidratos,  proteínas e gorduras), e na quantidade suficiente.

Líder, nas visitas mensais você pode incentivar o cultivo das hortas caseiras. Pode orientar as famílias sobre como aproveitar os espaços ao redor e até dentro de casa para os cultivos, plantar em pequenos canteiros, jiraus, vasos e potes, explicar as riquezas e o aproveitamento dos alimentos coloridos, regionais e de baixo custo.

Também deve ser valorizada a ação Brinquedos e Brincadeiras. O brincar, além de ser atividades de lazer nas comunidades, combate o sedentarismo.

 

Saiba Mais sobre esse assunto wiki.pastoraldacrianca.org.br/maisjpc186

Clóvis Boufleur

Gestor de Relações Institucionais.

Mais recentes - Criança