dra zilda arns neumann pastoral da crianca

A cidade de Belém (PA) vai recordar no próximo dia 12 de janeiro os dois anos do falecimento da fundadora das Pastorais da Criança e da Pessoa Idosa, doutora Zilda Arns. O evento será marcado por uma missa celebrada na Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré.

Veja mais celebrações programadas no país.

 

 

Zilda Arns faleceu dentro de uma igreja em Porto Príncipe, vítima do terremoto que atingiu a região em janeiro de 2010 que matou milhares de pessoas. O desastre gerou uma comoção mundial, devido ao tamanho da força destruidora da natureza. Somente a Cáritas Brasileira, organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de ajuda humanitária, em sua campanha SOS Haiti, arrecadou e enviou em ao país caribenho, mais de oito milhões de reais.

A médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns viveu para defender e promover as crianças, gestantes e idosos, construir uma sociedade mais justa, fraterna, com menos doenças e sofrimento humano. Doutora Zilda morreu após fazer um pronunciamento sobre como salvar vidas com medidas simples, educativas e preventivas. Lá no Haiti discutia com as autoridades locais a implantação da Pastoral da Criança, para combater o grande índice de desnutrição e mortalidade infantil.

Em seu trabalho, Zilda Arns sempre aliou o conhecimento científico ao conhecimento e à cultura popular; valorizou o papel da mulher pobre na transformação social; mobilizou a todos, pobres e ricos, analfabetos e doutores, na busca da vida plena para todos. Em suas manifestações costumava dizer: "Há muito por fazer, porque a desigualdade social é grande. Os esforços que estão sendo feitos precisam ser valorizados para que gerem outros ainda maiores".

Zilda Arns marcou história no Brasil e no mundo por salvar a vida de milhares de crianças famintas. Por seu trabalho na área social, recebeu condecorações tais como: Woodrow Wilson, da Woodrow Wilson Fundation, em 2007; o Opus Prize, da Opus Prize Foundation (EUA), pelo inovador programa de saúde pública que ajuda a milhares de famílias carentes, em 2006; Heroína da Saúde Pública das Américas (OPAS/2002); 1º Prêmio Direitos Humanos (USP/2000); Personalidade Brasileira de Destaque no Trabalho em Prol da Saúde da Criança (Unicef/1988); Prêmio Humanitário (Lions Club Internacional/1997); Prêmio Internacional em Administração Sanitária (OPAS/ 1994); títulos de Doutor Honoris Causa das Universidades: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Universidade Federal do Paraná, Universidade do Extremo-Sul Catarinense de Criciúma, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade do Sul de Santa Catarina. Dra. Zilda é Cidadã Honorária de 10 estados e 35 municípios; e foi homenageada por diversas outras Instituições, Universidades, Governos e Empresas. Ela foi indicada três vezes ao Nobel da Paz.

Fonte: CNBB

 

Outras celebrações:

São Paulo

O Setor de Brasilandia, Arquidiocese de São Paulo, irá recordar os dois anos de falecimento da Dra. Zilda Arns no dia 14 de janeiro, das 9 às 14 horas. O evento será um dia de Ação e Oração em memória a Dra. Zilda Arns no Parque Linear do Canivete, na Rua Ítalo Merigo s/n, pertencente à paróquia São José Operário, local  onde havia uma favela muito precária e atendendo a um pedido de Dra. Zilda as famílias foram removidas e o local transformado neste Parque.

 

Ceará

Nesta quinta-feira, dia 12, ao meio dia, no Santuário de Nossa Senhora de Fátima, na Av. 13 de Maio, celebra-se "Dois Anos de Zilda Eterna". O momento de Ação de Graças marca a páscoa da Dra. Zilda Arns para o Pai, que aconteceu em 12 de janeiro de 2009, no terremoto que destroçou o Haiti, onde a médica pediatra e sanitarista, fundadora das pastorais da Criança e da Pessoa Idosa, se encontrava em missão. A Eucaristia será presidida pelo padre Leonardo Bezerra.

A Pastoral da Criança convida a todas as suas comunidades da Arquidiocese de Fortaleza e aos membros da Pastoral da Pessoa Idosa, para juntar-se aos que admiram e agradecem a Deus pela vida da médica, que durante 26 anos semeou, cuidou e conduziu os trabalhos da instituição, estruturada em todas as dioceses brasileiras e em mais 20 países. No Brasil um minhão 154 mil famílias são visitadas mensalmente por líderes pastorais que atuam na orientação para ações de educação em saúde, direito, cidadania e construção da Paz.

A missa em ação de graças no Santuário de Fátima reúne representantes de todos os ramos da Arquidiocese de Fortaleza e a coordenadora estadual Marister Guimarães sugere que todos os setores, das nove diocese do Regional Nordeste 1, realizem pelo menos um ato para marcar a Vida Eterna de Zilda Arns. É um momento para que cada um possa fazer e refazer seu compromisso de manter vivo seu trabalho em defesa da primeira infância; “Para que todos tenham vida, e a tenham em abundância” Jo, 10-10 (colaboração Inês Girão)

 

Bahia

Em Salvador acontece celebração Eucaristica no dia 12 de janeiro, na Igreja de São Pedro, às 15 horas, com a participação de líderes, coordenações, voluntários e famílias acompanhadas pela Pastoral da Criança.

 

Rio Grande do Sul

A Paróquia de Espumoso/RS também celebrará missa em lembrança aos 2 anos de falecimento de Dra. Zilda. Será no dia 12 de janeiro, na capela Nossa Senhora Aparecida, com a participação de todas as comunidades com Pastoral da Criança.