1440 consulta de retorno entrevista

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

A gravidez promove muitas mudanças no corpo da mulher, por isso os cuidados devem continuar no período chamado de puerpério, que pode se estender de 42 dias a oito semanas após o parto. Para falar mais sobre isso, convidamos Regina Reinaldin, Enfermeira da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Qual é a importância das consultas de pós-parto?

Saber como está a saúde da mãe e do bebê; avaliar como está a amamentação e o sangramento vaginal; observar a cicatrização e retirada de pontos, se necessário; atualizar o esquema vacinal; falar sobre questões do aleitamento materno; avaliar possíveis complicações físicas ou emocionais da mãe que acabou de ganhar o bebê etc. Também verificar se o útero voltou à forma, tamanho e localização de antes da gestação, avaliar possíveis quadros de prisão de ventre ou hemorróidas, ganho de peso, diminuição de inchaço do corpo, dor e sensibilidade nos mamilos, dor nas costas e articulações, pressão alta, diabetes ou infecção urinária. Para observar o local da episiotomia, se foi feita ou a incisão no caso da cesariana

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
1440 - 29/04/2019 - Consulta de retorno


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

Quais os cuidados que a mulher deve ter em casa após o parto?

Ela deve ter cuidado para o bico do seio não rachar, mantendo o local sempre hidratado, cuidar com a boa pega do bebê para evitar a mastite e prestar atenção nas contrações do útero e sangramentos para evitar infecções e hemorragias. Limpar e cuidar bem do corte da cesariana ou episiotomia; prestar atenção em febres, secreções, cheiros desagradáveis; quem tem hipertensão e diabetes deve ficar muito atento. Converse com o seu médico sobre a retomada das atividades sexuais, cuide do seu peso, das costas, das pernas que não devem ter inchaço ou dor. Não se automedique, não tome bebidas alcoólicas, não fume nem use drogas.

regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

 Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

Por que algumas mulheres ficam tristes após o parto?

Por causa da mudança rápida dos hormônios e situações familiares, por isso a mulher deve prestar atenção nas alterações de humor, tristezas constantes, pensamentos negativos sobre si e sobre o bebê, irritabilidade, falta de paciência, entre outros. Tudo isso pode ser um alerta para depressão pós-parto e deve ser comunicado ao médico.

Leia a entrevista na íntegra: 1440 - Consulta de Retorno (.PDF)