GestanteA principal forma de se descobrir a gravidez é pela menstruação atrasada. Para muitas mulheres, é nesse momento que se passa a planejar o restante da gravidez – mesmo que ela já esteja acontecendo. O ideal, entretanto, é que haja um planejamento antecipado para a gestação, e ele deve começar algum tempo antes da concepção. O ácido fólico, por exemplo, deve ser tomado pelo menos 30 dias antes da concepção. Ele é importante para prevenir a ocorrência de malformações no cérebro do bebê, além de ser importante para o seu crescimento e desenvolvimento.

O peso também é um item a ser considerado quando se deseja ser mãe: mulher com baixo peso pode não estar se alimentando direito e estar com baixas reservas de nutrientes em seu organismo. A mulher com excesso de peso (sobrepeso ou obesidade) apresenta muita gordura no corpo, o que pode causar o aparecimento de doenças como pressão alta e diabetes, doenças que podem trazer riscos para a gestante e para o bebê.

E se a preparação é importante, durante a gravidez é essencial se alimentar de forma adequada, ter acompanhamento médico e seguir as indicações feitas pelo obstetra durante o pré-natal. Elas são a garantia de um bom desenvolvimento do bebê durante as 40 semanas em que ele está se preparando para vir ao mundo.

Esse momento tão aguardado também deve ser estudado. A mulher deve conhecer seus direitos antes, durante e após o parto. Essas informações são essenciais para que esta etapa aconteça com tranquilidade. A mulher deve saber, por exemplo, que a cesariana deve ser indicada somente em caso de necessidade, e o único que pode indicar é o médico. O parto natural, sem intervenções, garante à mulher o direito de tomar decisões em relação às ações que serão feitas em seu corpo, além de respeitar o momento da criança de estar preparada para nascer. Uma cesariana desnecessária aumenta em até 120 vezes a probabilidade de o bebê nascer com problemas respiratórios e triplica o risco de morte materna. Um plano de parto feito antecipadamente pode evitar transtornos neste momento que deve ser de serenidade e expectativa.

Veja a animação com o passo-a-passo da gestação

Saiba mais SBP: Gravidez sem álcool!

selo guia do lider1

9 meses da gestação

Possíveis problemas

  • Bebês com atraso no crescimento dentro do útero ou que nascem com baixo peso (menos de 2,5 kg) apresentam mais riscos de desenvolver diabetes, obesidade, colesterol elevado, pressão alta, osteoporose, doenças renais e do coração quando adultos.
  • As cesarianas acarretam quatro vezes mais infecções pós-parto e três vezes mais doenças e mortes maternas.
  • Crianças nascidas duas semanas antes da hora têm mais chances de desenvolver problemas respiratórios.

Como cuidar

  • Acompanhamento pré-natal durante toda a gestação em um serviço de saúde, com atenção especial para gestantes pobres, abaixo de 18 anos e acima de 30 anos.
  • Evitar o fumo, o álcool e as drogas.
  • Alimentação saudável.
  • Levar a gravidez até o final e ter parto normal.

Estas orientações foram retiradas do Guia do Líder (.PDF)



Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades

E-mail:*