Cáritas América Latina e ALER são parceiras

  • Violência tira a vida de 220 crianças todos os dias na região

  • Organizações conduzirão iniciativas ao longo dos próximos três anos

  • Campanha inclui caminhada continental do Canadá ao Chile

Com uma aliança interinstitucional entre Pastoral da Criança Internacional, World Vision América Latina e Caribe e o Departamento de Justiça e Solidariedade do Conselho Episcopal Latinoamericano (CELAM), a partir do projeto Centralidad de la Niñez, está sendo desenvolvida uma campanha continental, com o seguinte chamado: “Necessitamos de todos para eliminar a violência contra as crianças – Zero violência, 100% ternura”.

A iniciativa, que terá a duração de três anos, procura sensibilizar as famílias, escolas, igrejas e indivíduos para eliminar este flagelo, cujos números oficiais mostram que um em cada cinco homicídios na América Latina e no Caribe tira a vida de uma criança. A campanha também vai promover a eliminação de outras formas de violência contra crianças, incluindo o trabalho infantil forçado, abuso sexual e castigo físico e humilhante na família.

À equipe promotora da campanha, se unem instituições como Cáritas América Latina e Caribe e a Associação Latinoamericana de Educação Radiofônica (ALER) na qualidade de parceiras honorárias.

Para Elvy Monzant, secretário executivo do Departamento de Justiça e Solidariedade do CELAM, instância que agrupa todas as pastorais sociais da Igreja Católica Latinoamericana, explica que com esta campanha: "Queremos ouvir as vozes das milhares de crianças que diariamente, no nosso continente, são vítimas de violência em todas as suas formas: física, verbal, psicológica e até mesmo violência sexual. Nos dói que os nossos filhos tenham que deixar brinquedos e livros para se tornarem adultos prematuramente, vítimas de pobreza".

Lançamento

Seminario ternura 
 Mesa de abertura do primeiro dia do seminário em Quito

O lançamento oficial da campanha acontece nesta terça-feira (6 de junho), como marco do seminário “Crise Global dos Cuidados e Distribuição Desigual da Ternura”, no auditório da Faculdade de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Equador (PUCE), em Quito, com a presença de meios de comunicação e autoridades da esfera religiosa, educativa, econômica e política. Este seminário é a primeira ação social prevista pela campanha.

A campanha inclui três fases: sensibilização, formação e ação social. Um dos objetivos principais é posicionar a ternura como modelo de criação, envolvendo mães, pais, avós, cuidadores, mentores, professores, jornalistas, líderes religiosos e políticos na promoção de um tratamento de respeito e amor, condenando todas as formas de violência contra crianças.

Para o pastor Harold Segura, diretor regional de relações eclesiais e diálogo inter-religioso da World Vision na América Latina e no Caribe, “a campanha nos oferece uma grande oportunidade para os cristãos de todas as denominações, igrejas e credos. Dá testemunho de unidade, trabalhando com entusiasmo e de maneira coordenada pela erradicação da violência contra as crianças".

Após o lançamento, se espera iniciar um ciclo formativo de sensibilização, com a realização de workshops cuja temática será a criação com ternura – metolodogia que a World Vision vem desenvolvendo, em parceria com importantes universidades e centros de pesquisa, por meio de seus escritórios nacionais.

Além disso, a partir da Igreja Católica Latinoamericana, o CELAM busca com esta campanha operacionalizar e traduzir em ações concretas o apelo do Papa Francisco para levar ternura como caminho de homens e mulheres valentes, para a solidariedade, a humildade e o amor. Por isso, os diretores do Conselho Episcopal Latinoamericano (CELAM), realizaram uma reunião com o Papa, apresentado esta campanha como uma ação específica de sua linha de ação.

Dr. Nelson Arns Neumann, coordenador da Pastoral da Criança Internacional, acredita que: “O principal caminho para acabar com a violência é o fortalecimento das famílias. Na medida em que a família tem acesso à informação sobre os cuidados com a criança, aumentam as chances de que essa criação seja mais amorosa e a criança tenha mais oportunidades para seu desenvolvimento pleno. É neste sentido, de proximidade com as famílias, que a Pastoral da Criança já vem atuando”. Também ressalta a importância de “nos unirmos para acabar com a pior forma de violência: a pobreza”.

Estima-se que até o final do ano as organizações parceiras iniciem um festival de curtas-metragens sobre a ternura, para elaboração de propostas comunicacionais que forneçam exemplos de soluções concretas para combater a violência contra as crianças. E também para promoção de um espaço de expressão plural com oportunidade para todas as vozes, especialmente das crianças.

Por outro lado, um dos elementos-chave, que começa junto ao lançamento da campanha no Equador, é o incentivo para a assinatura de Pactos da Ternura. A meta nesses três anos é a adesão de 3 milhões de pessoas ao redor do continente, com o apoio de personalidades, instituições e organizações como "Embaixadores da Ternura".

Em meados de 2018, terá início no Canadá uma grande caminhada continental, chamada de "Pegadas da Ternura", que terminará em 2019 no Chile. Esta ação pretende envolver todos os protagonistas da sociedade e passar por atividades educacionais, culturais, acadêmicas e religiosas de cada país.

Nesta parceria institucional, tem sido fundamental a contribuição da equipe global da World Vision em conceitos de design e peças comunicacionais, enquanto as ações sociais e posicionamento de mensagens têm o suporte da estrutura organizacional e institucional que o CELAM oferece através de suas dioceses e paróquias.

E a Pastoral da Criança Internacional também socializará o conteúdo e apoiará as atividades sociais desta campanha, com o apoio de sua vasta rede de líderes voluntários distribuídos pelo Brasil e em mais 11 países.

Pastor Segura acrescenta que, por muitos anos, “a América Latina tem ouvido as vozes das igrejas anunciam seus interesses doutrinários, propostas morais e debates teológicos, mas não seus pronunciamentos unidos em favor da vida e contra os grandes males que afligem nossa sociedade. Hoje, precisamos de todo o mundo para erradicar a violência contra as crianças, incluindo, sem dúvida, as vozes daqueles que seguem Jesus. É uma oportunidade para nos unir em torno da promoção da vida".

Sem dúvida, esta iniciativa é um compromisso ecumênico em todos os sentidos da palavra, porque a infância é um tema que convoca a unidade dos cristãos do continente e não pertence a uma denominação religiosa particular. Assim explica Monzant: "Como homens e mulheres de fé, denunciamos esta situação de ofensa à dignidade e à vida. Mas não queremos ficar apenas na denúncia. Por isso, lançamos esta campanha, que irá apresentar o paradigma da ternura como uma alternativa a criação, a formação e nos brinda com o sentido amplo da expressão terna proteção. E fornecer treinamento no sentido amplo da palavra uma proteção concurso. Temos que construir uma sociedade que, em resposta fiel ao chamado de Jesus, os nossos filhos tenham vida e a possam ter em abundância".

Para mais informações, entre em contato:

P. Rigoberto Pérez, Secretário Executivo de Comunicação dp CELAM.
Carrera 5 N° 118 - 31 - Bogotá D.C. (Colômbia) - (57)(1) 587 97 10. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mishelle Mitchell Bernard, Direção Regional de Comunicação da World Vision LAC.
San José de Costa Rica. - +506 88175727

Thaís Mocelin, Núcleo de Comunicação da Pastoral da Criança - Brasil.
Rua Jacarezinho 1691 - Curitiba - Paraná – Brasil - 55 (41) 2105-0229
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Alberto Arciniega, Comunicação Cáritas América Latina e Caribe.
Eje 6 Sur Tintoreto 104, Cd de los Deportes, 03710 - Ciudad de México, CDMX, México. +52 55 5563 1604 -
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Hugo Ramírez, Coordenador Geral da ALER.
Av. Valladolid 511, La Floresta, Quito- Ecuador. +593 2 2559012 /9013
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.