1406 preservar o meio ambiente familia em parque entrevista

Foto: Freepik

A nossa saúde não depende apenas de cuidados com o nosso corpo, mas também dos cuidados que temos com o ambiente ao nosso redor. O meio ambiente afeta diretamente a saúde de todos, principalmente de crianças e gestantes. Poluição, fumaças, lixões, esgotos a céu aberto são todos fatores que podem afetar a saúde. Para falar sobre isso, convidamos Regina Reinaldin, Enfermeira da Pastoral da Criança:

Regina, como a poluição prejudica a saúde das crianças, gestantes e idosos?

Sabemos que a poluição pode estar na água, no ar, na terra e nos alimentos. Essa poluição atinge diretamente a nossa saúde provocando bronquite, asma, enfisema, alergias, irritações nos olhos, nariz e garganta, infartos, derrames, infertilidades e até o câncer. Durante a gestação, a poluição afeta a formação do bebê, que pode nascer com peso abaixo do normal, aumenta a taxa de abortos espontâneos e até com malformações.

regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

 Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

Regina, quais são os principais problemas ligados ao meio ambiente que afetam a saúde nas cidades?

O lixo e os esgotos a céu aberto são os principais problemas. São toneladas de lixo todos os dias sem tratamento e os córregos e os rios das cidades já não conseguem proteger a vida. Não temos mais árvores nas cidades, só cimento. Os lixões produzem o chorume, que é um líquido que penetra na terra e atinge a água que bebemos, a poluição do ar provocada pelas indústrias, o gás venenoso dos escapamentos dos carros. Temos que pensar melhor nas nossas cidades, reeducar para que o meio de transporte polua menos, usar os transportes coletivos, a bicicleta, criar espaços com vegetação, começar a separar o lixo seco do lixo orgânico, coletar o óleo de cozinha e não jogar na pia, mudar o jeito de usar a água, economizar energia elétrica.

E nas áreas rurais, quais são as maiores agressões ao meio ambiente, Regina?

O exagero no uso de herbicidas, pesticidas e fertilizantes nas lavouras, a destruição das matas, as queimadas. Nossa luta deve ser pelo desmatamento zero, cuidar das nascentes dos rios, plantar árvores frutíferas, aprender a guardar a água das chuvas, manejar bem a água para irrigação. É um crime como alguns agricultores tratam a natureza com tanto desrespeito.

Regina, quais são as suas orientações para criar novos hábitos na defesa do meio-ambiente e na promoção da saúde?

Ações coletivas e pequenos gestos que podemos adotar no dia a dia em casa contribuem para a prevenção do meio ambiente. É simples, basta economizar luz, economizar a água, reduzir a produção de resíduos, reciclar o lixo, educar as crianças para dar o destino correto do lixo dentro e fora de casa, não jogar o lixo no chão, nos rios. Se cada um começar pela sua casa, pelo seu quintal, teremos mais saúde e cidades mais limpas e bonitas.

Leia a entrevista na íntegra: 1406 - A importância de preservar o meio ambiente para termos saúde (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

1406 - A importância de preservar o meio ambiente para termos saúde - 03/09/2018