descarte-de-medicamentosO Brasil ainda não dispõe de uma legislação específica de âmbito nacional para o descarte, recolhimento, transporte e destinação adequada dos medicamentos vencidos ou em desuso. Muitos estados e municípios estabelecem regras e criam postos de coletas para os medicamentos. Também redes de farmácias, laboratórios e hospitais instalam postos de coletas, para que o medicamento seja descartado de maneiro correta.

Veja aqui onde encontrar um posto de coleta 

O descarte dos medicamentos vencidos ou sobras é realizado, muitas vezes, por grande parte da população, no lixo comum ou na rede pública de esgoto. Estudos de diversos países tem demonstrado a presença de produtos farmacêuticos na água. Segundo a Agência de Proteção Ambiental dos EUA, o ciclo de vida dos produtos farmacêuticos foi analisado e contatado que, o motivo principal de presença de resíduos no meio ambiente (água, solo, etc), é fruto do descarte incorreto do medicamento, e não do seu processo de fabricação.

Estima-se que no Brasil, o volume de resíduos domiciliares de medicamentos jogado fora de maneira inadequada, seja algo entre 10 mil a 28 mil toneladas. Segundo Gustavo Trindade da Silva, chefe da unidade técnica de regulação da Anvisa, os remédios jogados no lixo ou no esgoto, podem poluir o solo e a água e trazer risco para o ambiente e para as pessoas.

SAIBA MAIS

Descarte de medicamentos

Principais problemas sociais e ambientais

O descarte incorreto de medicamentos traz sérias consequencias para o meio ambiente e também para a população. Veja os principais problemas sociais e ambientais associados aos resíduos de medicamentos e aos medicamentos com prazos de validade vencidos:

• intoxicação acidental de crianças e adultos;

• Abuso intencional de drogas;

• Impactos na qualidade da água e do solo;

• Impactos negativos sobre a vida aquática;

Como descartar corretamentos os remédios

• ao descartar os medicamentos, tome o cuidado de manter as embalagens originais;

• para eliminar o risco de acidentes com materiais cortantes, guarde-os dentro de embalagens rígidas, como latas e plastico.

• caixas de papel e bulas são embalagens que não tem contato direto com os medicamentos e podem ser descartados nos coletores seletivo de papel, para a reciclagem.

 

Mais recentes - Criança