1351 politicas publicas cpf1

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

Da Diocese de Bragança, no estado do Pará, vem uma inspiração. A equipe da Pastoral da Criança da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré fechou uma parceria com a Prefeitura Municipal de Viseu. Há três anos, existe um diálogo frequente com as Secretarias da cidade, em especial com a Secretaria de Saúde. Além de melhorar os serviços de consultas médicas e odontológicas, nutrição e vacinas, os profissionais são convidados para as atividades da Pastoral nas comunidades.

A foto mostra a comunidade rural de Marataúna. Neste dia, teve aplicação de flúor e conscientização sobre saúde bucal para as crianças, as gestantes receberam repelentes para prevenção do zika vírus e idosos foram vacinados. Cerca de 200 pessoas foram atendidas. A Celebração da Vida contou, ainda, com a realização do Acompanhamento Nutricional das crianças acompanhadas.

1351 politicas publicas cpf2

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

“Agradecemos primeiramente a Deus e a todos os líderes e apoios que trabalham voluntariamente, a serviço dos mais necessitados. E à prefeitura, que nunca mediu esforços para apoiar e reconhecer esse trabalho que vem crescendo a cada dia em nosso município”, comemora José Marcos Pereira Barros, líder e técnico em enfermagem.

“A lei, se ela não for colocada em prática, ela é apenas um papel assinado e deixado de lado. E, para que ela seja efetivada, é necessário que a comunidade se una, se organize e cobre os seus direitos. Uma maneira de fazer isso são as parcerias, que são muito importantes. Também é bom que a comunidade participe dos conselhos de políticas públicas e demais conselhos setoriais, pois é isso que garante um ciclo de sáude, educação e assistência, que dá a estrutura para que a comunidade se desenvolva com harmonia, amor, cresça, melhore e dê segurança para os membros que fazem parte dela. Uma família com segurança irá transferir essa segurança para outros, que também poderão buscar seus direitos e ir em busca de uma vida plena”, afirma Maristela Cizeski, articuladora da Pastoral da Criança em direitos da criança e da família.

Assim como a equipe de Viseu (PA), muitos voluntários também já buscaram parcerias locais para contribuir com a rede da Pastoral da Criança. Se em sua comunidade ainda não é feito esse tipo de articulação, que tal começar fazendo uma lista de pessoas e instituições que têm a ver com a infância? Sempre vale a pena convidá-las para conversar. Desse encontro, novas ideias podem ser semeadas.

Parte deste texto está publicado na nova edição da Revista Pastoral da Criança.

Dra. Zilda

“Não podemos esquecer também das políticas públicas, de lutar pela melhoria da qualidade de vida de nossas famílias, melhor assistência pré-natal, ao parto e melhores escolas“.

Papa Francisco

“É necessário que os homens e mulheres se comprometam, em todos os níveis, na sociedade, na política, nas instituições e na economia, colocando no centro, o bem comum“.

1717º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável

“Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável”.

A Pastoral da Criança é uma grande rede. Líderes, capacitadores, multiplicadores, coordenadores, profissionais e outros voluntários de todos os estados do Brasil, e também de outros países, unem-se pela mesma causa: a vontade de que todas as crianças tenham vida plena. Somam-se a esta rede também outras instituições que defendem os direitos das crianças e seu desenvolvimento pleno. A partir de parcerias e discussões em comum, é possível dar força a determinadas questões e incluí-las na agenda de políticas públicas, para que cada vez mais crianças e famílias tenham seus direitos assegurados.



Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades

E-mail:*