Muitas crianças e suas famílias tiveram as benéficas e importantes orientações da Pastoral da Criança, atuante em Manhuaçu há 15 anos. A comemoração aconteceu com missa em ação de graças na Matriz de São Lourenço, caminhada até a capela do Bairro Sagrada Família, além de almoço.




A Pastoral da Criança é um Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, que tem como objetivo o desenvolvimento integral das crianças e promover, em função delas, também suas famílias e comunidades, sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou político.

Surgimento

A Pastoral da Criança surgiu de um debate em Genebra, Suíça, em 1982. A discussão era a miséria em que vivem vários povos e o alto índice de mortalidade infantil. Do Brasil, estava presente o Arcebispo de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns. Ao retornar, o religioso procura sua irmã, a pediatra e sanitarista Zilda Arns Neumann, com a idéia de levar a Igreja Católica a assumir seu papel na luta em favor da vida. Em pouco tempo nascia a Pastoral da Criança, projeto apoiado pela Unicef presente em 27 estados do país, atualmente.

Como atua

A metodologia da Pastoral da criança consiste na organização da comunidade e na capacitação dos líderes voluntários que ali vivem e assumem a tarefa de orientar e acompanhar entre 10 e 15 crianças vizinhas, em ações básicas de saúde, nutrição, educação e cidadania, para que elas se tornem sujeitos de sua própria transformação pessoal e social. Desenvolve-se trabalho educativo com as gestantes, mães e crianças, que inclui o ato de pesar as crianças e promover a “celebração da vida”, envolvendo a comunidade em sua recuperação. A Pastoral também faz campanhas a favor do aleitamento materno e está envolvida com o projeto Fome Zero, do Governo Federal. "O que queremos é continuar contribuindo para o estabelecimento de uma cultura da paz. Ser voluntário é ser missionário na construção do Reino”, afirma Aparecida Cipriano, da Pastoral da Criança de Manhuaçu.

 

A Pastoral da Criança completou 13 anos de existência na Paróquia de São Miguel Arcanjo, em Miguel Couto. Vivemos esse dia numa celebração festiva onde o nosso coração gritava: “Eu vim para que todos tenham vida”.

Nessa comemoração, pedimos a Deus que esta Pastoral continue sendo fonte de vida para muitas crianças. Agradecemos também todo o apoio da paróquia São Miguel Arcanjo.

Colaboração: Elenilde Parente

O ramo São José, de Lagoa Redonda comemorou no mês de outubro a festa das crianças na comunidade Nossa Senhora Aparecida, Sabiaguaba, N.Sra. da Saúde e São Camilo.


Foi um momento de muita descontração e animação com as crianças e mães onde a participação foi muito grande com distribuição de brinquedos e lanche para todas as crianças que saíram da celebração da vida, muito felizes.

José Edson da Silva,coord.de ramo.