1384 brincadeiras e oportunidades familia brincando junto

Foto: Freepik

Você já percebeu o quanto as crianças são curiosas e estão sempre aprendendo coisas novas? Esse mundo de descobertas é chamado de desenvolvimento infantil, processo que a criança vive  desde o seu nascimento e que engloba aspectos físicos, sociais, emocionais e cognitivos para aquisição do conhecimento e das habilidades que ela precisará em toda a sua vida.

Os pais, familiares, membros da comunidade e todas as pessoas ao redor da criança, contribuem para esse processo e por isso, são responsáveis por dar aos pequenos cuidado e atenção, mas também proporcionar ambientes acolhedores, seguros, saudáveis e ricos em experiências que possibilitem que ela se desenvolva plenamente.

Para aprendermos mais sobre o espaço e a importância do brincar no desenvolvimento infantil e na vida das crianças, conversamos com a Irmã Veroni Medeiros, pedagoga e assistente técnica da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Ir. Veroni

Irmã Veroni Medeiros

Qual é a importância do estímulo sensorial para que a criança se desenvolva?

O estímulo sensorial é a brincadeira que alerta para os sentidos. São as brincadeiras que as crianças realizam pelo tato, pela visão, pelo olfato, paladar e audição. Essas brincadeiras estimulam o desenvolvimento cognitivo, emocional, linguístico e social.

A gente sabe que a criança precisa ter oportunidades de ver, tocar, cheirar e escutar. É isso que a criança precisa, Irmã?

Sim. Desde o nascimento o bebê precisa de muito estímulo e oportunidade. A família pode ajudar com novos sons, novas cores, novos cheiros, para que eles possam ter muitas oportunidades e aprender cada vez mais.

Irmã Veroni, a senhora sempre diz que as brincadeiras e oportunidades favorecem a autonomia da criança. O que significa autonomia para uma criança?

Autonomia é a condição necessária para a construção de uma personalidade saudável. Nas brincadeiras as crianças têm oportunidades de escolher os seus brinquedos, do que querem brincar, a compartilhar e interagir, assim elas aprendem a fazer as escolhas que a vida lhe oferece e a conviverem em grupo.

Que lugar ocupa a criança hoje dentro da família? Ela tem voz e vez, ela tem opções para escolher, as pessoas param para ouvir os argumentos de uma criança?

Nós ainda precisamos crescer muito neste sentido. A criança precisa ser respeitada, escutada e muito amada desde o seu nascimento. Na hora das refeições em família e no tempo livre, o mais importante e ouvir o que as crianças têm para nos contar.

A criança precisa também ter o tempo necessário para exercer a sua concentração, correto?

Exatamente. Se escutarmos r respeitarmos a rotina das crianças, também vamos saber respeitar o tempo e o movimento de brincadeira das crianças. A criança precisa de tempo de concentração e atenção para organizar as brincadeiras. Devemos lembrar que é brincando que ela aprende e se desenvolve.

Como agir para ter cooperação com as crianças Irmã Veroni?

Precisamos falar mensagens positivas e motivadoras. Quando a gente fala na forma negativa as crianças não seguem a nossa orientação, então sempre é preferível falar na forma positiva, elas vão entender e vão gostar das nossas mensagens.

Leia a entrevista na íntegra: 1384 - Entrevista com Irmã Veroni Medeiros - Brincadeiras e oportunidades (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

1384 - Brincadeiras e oportunidades - 09/04/2018

Sul
 
Norte
 


Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades

E-mail:*