1412 obesidade infantil criancas na tv entrevista

Foto: Freepik

Propagandas com desenhos animados, coloridas e divertidas despertam cada vez mais o desejo das crianças por alimentos industrializados. Mas, no final de tudo, a decisão de compra é sempre dos pais. Muitas vezes acabamos cedendo aos desejos das crianças, mas é muito importante saber que eles são ricos em gorduras e tem um valor nutricional muito baixo e isso acaba afetando o desenvolvimento da criança e colabora para o crescimento da obesidade infantil. Para falar sobre isso, convidamos Paula Pizzatto, Nutricionista da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Paula, como a propaganda influencia na alimentação infantil?

As propagandas alimentares infantis tem gerado grandes polêmicas. Hoje em dia é muito grande o consumo de produtos industrializados e as crianças não têm capacidade de saber o que faz mal e o que não faz mal para elas. Os pequenos são facilmente influenciáveis e as propagandas trazem personagens de desenhos animados, jogos eletrônicos, super-heróis nas embalagens dos produtos e nas propagandas de TV. Essas propagandas de TV, inclusive, passam justamente nos horários da programação infantil, com redes de fast-food, por exemplo, oferecendo brinquedos vinculados aos combos, que são aqueles conjuntos que vem sanduíche, batata frita, refrigerante e, muitas vezes,  brinquedos colecionáveis. O que significa que a criança vai querer completar a coleção e vai precisar voltar naquela rede de fast-food para consumir aqueles produtos. Essas estratégias comerciais são extremamente abusivas.

1274 alimentacao gestante paula pizzatto

Paula Pizzatto - Nutricionista da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança

E quais são os alimentos mais apresentados nas propagandas infantis, Paula?

São os alimentos e bebidas, tais como refrigerantes, sucos artificiais, produtos matinais como iogurtes, achocolatados, os cereais para acrescentar no leite, biscoitos, fast-foods, salgadinhos, sorvetes. Todos esses alimentos que as indústrias investem pesadamente na publicidade são ricos em gorduras, açúcares, sódio, sal e ao mesmo tempo eles são muito pobres em vitaminas e nutrientes, que são importantes para o desenvolvimento físico e mental das crianças.

Paula,  como deve ser a alimentação infantil?

Alimentação infantil deve ser uma alimentação saudável, variada, com mais alimentos “In Natura”, pouco processados, alimentos frescos, verduras, legumes, frutas. A comida que a gente chama comida de verdade é o arroz, feijão, ovos, as carnes, são esses os alimentos que vão nos trazer energia, vitaminas, proteínas, fibras e todos os nutrientes que farão com que o organismo funcione da melhor maneira e ajude a criança a crescer e se desenvolver com saúde.

Leia a entrevista na íntegra: 1412 - Obesidade infantil (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

1412 - Obesidade infantil - 22/10/2018