Pesquisadores das universidades federais de Rio Grande, Pelotas e Santa Maria e da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança avaliam os efeitos das visitas domiciliares sobre a assistência pré-natal

Cerca de 15% das mães brasileiras não fazem sequer uma consulta de pré-natal e pelo menos um terço delas só inicia o pré-natal quando já não é mais possível prevenir uma série de doenças. Por outro lado, estima-se que, se as mulheres fizessem, durante a gestação, um mínimo de seis consultas médicas, além dos exames clínicos e laboratoriais, o número de óbitos infantis poderia ter uma queda de 10%. Somam-se a isso várias pesquisas que apontam os cuidados em nível domiciliar como uma importante estratégia para a melhoria dos indicadores básicos de saúde. A partir dessas constatações, pesquisadores das universidades federais de Rio Grande, Pelotas e Santa Maria e da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança decidiram avaliar os efeitos das visitas domiciliares sobre a assistência pré-natal. Os resultados do trabalho, desenvolvido na cidade de Rio Grande (RS), foram publicados recentemente na revista Cadernos de Saúde Pública, periódico da Fiocruz.

Leia mais...

A Diocese de Osasco, conta, com orgulho, com Carla, uma líder comunitária que possui deficiência visual

“Essa líder é muito especial para nós, não mede esforços na caminhada para salvar nossas crianças e gestantes da situação de risco e vulnerabilidade, isto demonstra a importância de cada líder e família que fazem parte desta imensa família que é Pastoral da Criança”, afirma a vice-coordenadora diocesana de Osasco, Maria Isabel de Oliveira Panaro.

Leia mais...

No último dia 31 de maio, foi realizado o Encontro Diocesano de Capacitadores para avaliação do novo método de capacitação aos novos líderes

Os capacitadores aproveitaram o momento para dividir experiências e compartilhar dúvidas, para se ajudarem e até auto-avaliarem. A coordenadora diocesana, Marta Linda, abriu a reunião com um texto sobre convivência. Ela fez com que os capacitadores refletissem sobre as características de cada pessoa e sobre como respeitar as diferenças para que seja possível caminharem juntos.

Leia mais...

<!-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } --

 

O Comitê de Aleitamento Materno de Maringá promove a partir do dia 1° de agosto, sexta-feira, a XIII Semana Maringaense da Amamentação. A abertura será às 8h30 com um café da manhã no Centro Social Urbano (CSU da Vila Morangueira, Rua Haiti nº. 808). Em seguida, os participantes poderão acompanhar a palestra Apoio da vovó é fundamental na amamentação, ministrada pela fonoaudióloga Dra. Cristiane Gomes. Às 13h30 acontece a abertura oficial com apresentação de peça teatral e palestras direcionadas às gestantes, mães e vovós.

Leia mais...