A Pastoral da Criança acompanha mensalmente, mais de 1,3 milhões de crianças em todos os estados brasileiros. Os líderes voluntários são capacitados para orientar as famílias sobre saúde, nutrição, educação e cidadania. Em algumas comunidades são encontradas crianças que necessitam de uma atenção maior e diferenciada. No município de Manoel Urbano (AC), os líderes da Pastoral da Criança encontram esta situação e acompanham mais de 40 crianças com alguma diferença no funcionamento de seu organismo.

Dra. Zilda

"Assim é com todas as pessoas: começam a vida com a gestação, escondidas no ventre materno. Se a gestação for boa, com um bom pré-natal feito no serviço de saúde para prevenir doenças, e se a gestante se alimentar bem, receber o carinho da família e da Pastoral da Criança, cantar e rezar, se preparar para o milagroso aleitamento materno; a criança vai nascer bem, cheia de Fé e Vida".

Manoel Urbano está situado a 244km da capital do estado do Acre, Rio Branco. Com uma população de 8.224 habitantes (Censo 2010), conta com 12,5% da população vivendo abaixo da linha da indigência e 26,6% entre a linha da indigência e pobreza. A taxa de mortalidade de menores de um ano para o município, estimada a partir dos dados Censo 2010, é de 20,9 a cada mil crianças menores de um ano. Das crianças de até 1 ano de idade, em 2010, 26,2% não tinha registro de nascimento. Segundo dados do Ministério da Saúde – DATASUS/2011, 9,1% das gestantes não fizeram nenhuma consulta de pré-natal e 22,1% fizeram 7 ou mais consultas e 31,6% das crianças nascidas no ano de 2009, são filhas de mãe adolescente.

A líder Irmã Fátima Machado, que já havia sido coordenadora paroquial da Pastoral da Criança no município, acompanha várias crianças. Há mais de sete anos ela vinha tentando buscar ajuda do poder público municipal, estadual e do Ministério Público para o acompanhamento dessas crianças e nada foi feito. Neste ano de 2013, durante uma visita da coordenação nacional ao município, Irmã Fátima apresentou o problema para a Thereza Kaiser, da equipe técnica da Pastoral da Criança, que relatou o problema para equipe da coordenação nacional e iniciaram um trabalho conjunto para buscar uma solução para o problema.

O Guia do Líder

guia do liderO Guia do Líder da Pastoral da Criança (páginas 281 a 285) tem um espaço dedicado a orientar os líderes no acompanhamento às crianças que apresentam alguma diferença no funcionamento de seu organismo. Essas crianças podem apresentar alguma deficiência, como por exemplo: não enxergar, falar, ouvir ou não se movimentar. Algumas crianças também podem apresentar doenças graves como câncer, diabetes, entre outras.

As crianças do município de Manoel Urbano (AC), até então, recebiam apenas o acompanhamento dos líderes da Pastoral da Criança, mas faltava uma atenção especial por parte do poder público, para que fossem acompanhadas por médicos especializados, fisioterapeutas e professores. Em agosto de 2013, quando Thereza voltou ao município, verificou que os pais dessas crianças, por iniciativa da Irmã Fátima, já haviam se organizado em uma associação e juntos estavam buscando garantir os direitos de seus filhos. As crianças já estavam recebendo o Benefício de Prestação Continuada (PBC), que assegura a transferência mensal de um salário mínimo, faltando ainda, a assistência de saúde especializada.

Primeiros resultados positivos

Os resultados dessa ação conjunta entre os pais, os líderes locais e a coordenação nacional da Pastoral da Criança já começam a aparecer. Em outubro passado, médicos visitaram o município e identificaram 47 crianças e adolescentes que necessitam de acompanhamento. Fisioterapeutas e psicólogos já iniciaram o trabalho com as crianças e o medicamento usado por muitas delas, e que antes era necessário buscar na capital do Estado, Rio Branco, já está disponível no próprio município.

O Guia do Líder da Pastoral da Criança lembra que as crianças com alguma diferença no funcionamento do seu organismo devem receber o acompanhamento dos líderes, mas também devem ter um atendimento especial do sistema de saúde. Além disso, são crianças com as mesmas necessidades que toda criança tem: ser amada, comunicar-se e ser ouvida, brincar, aprender.

Esta ação realizada em Manoel Urbano (AC) reforça a orientação da Pastoral da Criança, contida no Dicas nº 52 “Quando somos chamados a assumir atitudes corajosas”, mostrando que é necessária a união de todos os interessados para a resolução de um problema e mostra para os líderes da Pastoral da Criança que, quando um problema não consegue ser solucionado localmente, todas as instâncias de coordenação da Pastoral da Criança devem estar mobilizadas e disponíveis para buscar uma solução.

Papa francisco com pessoa com sindrome de down 

"O amor cristão é um amor que não olha custos. Esta é a lição do Bom Samaritano; esta é a lição de Jesus".

Papa Francisco


 

 

Mais recentes - Missão