1353 limite nas criancas entrevista

Foto: Kate Mangostar / Freepik

Limite para as crianças, eis uma questão que deixa muitos pais de cabelos em pé. Mas, saiba que esse não é nenhum bicho de sete cabeças e que o primeiro passo para estabelecê-lo, é o amor.

Quando se trata de impor limites nas crianças, compreensão, carinho, paciência e diálogo são elementos chaves para o êxito.  É essencial lembrar, que o diálogo é parte fundamental do relacionamento e é fundamental para que os pequenos reconheçam o que podem ou não fazer.

Muitos pais, hoje, pensam que colocar limites é papel da escola, mas na verdade família, escola e comunidade devem trabalhar juntas para que a criança perceba, desde cedo, quais são os limites que ela deve respeitar. Nunca com violência, mas sempre com um diálogo franco, em linguagem acessível ao meio e à idade da criança.

Afinal, Crianças que reconhecem seus limites, são mais autônomas, independentes e se sentem mais confiante para explorar o mundo, fatores essenciais para um desenvolvimento pleno.

Para entendermos mais sobre os limites para as crianças, conversamos com a Ir. Veroni Medeiros, assessora técnica do desenvolvimento infantil da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Ir. Veroni, o que é limite?

O limite é um ato de amor e não de agressão ou de imposição. Quando os pais colocam limites seguros para os filhos, eles percebem o grande amor dos pais para com eles e sentem que os pais se interessam por eles.

veroni medeiros

Irmã Veroni Medeiros

Por que é importante estabelecer limites na vida da criança?

Os limites ajudam a formar a estrutura da personalidade da criança, é um investimento no crescimento emocional e na boa educação dos filhos, fortalecem as relações de convivência, respeito, cuidado e atenção para com as pessoas e também, para com toda a natureza.

A partir de que idade, Ir. Veroni, a criança precisa de limites?

Desde o ventre materno, os bebês precisam de carinho, cuidado, atenção e muito amor. Quando o bebê nasce, os pais precisam organizar uma rotina de cuidado e atenção ao bebê. Eles terão horário para dormir, para mamar, para tomar o banho, entre outras atividades. Os pais precisam ter muita paciência, repetir as combinações quantas vezes forem necessárias até que as crianças incorporem o que podem e o que não podem fazer. Os limites sempre devem ser claros, explícitos, adequados ao contexto e a idade da criança.

Como trabalhar com o reforço positivo e o incentivo ao estabelecer limites?

Para trabalhar o reforço positivo e o incentivo você deve elogiar a criança, reforçar o que ela faz de bom, estimular dizendo que ela é muito capaz, que ela consegue, vai em frente, vai dar certo. Mostrar à criança os seus valores e as suas atitudes de respeito e atenção.

O que fazer quando os filhos ultrapassam os limites, Ir. Veroni?

Durante a primeira infância, as crianças aceitam melhor o que os pais falam e orientam, seguem com mais tranquilidade o que lhes é pedido. Os pais têm a orientação segura e sabem o que é melhor. Por isso, os pais podem conversar com elas, mostrar exemplos que acontecem quando as crianças não escutam os pais, deixar claro que os pais sempre estão do lado dos filhos para oferecer segurança, falar a verdade e, sobretudo, oferecer-lhes muito amor.

Leia a entrevista na íntegra: 1353 - Entrevista com Irmã Veroni - Limites para as crianças (.PDF)