montagem vitaminas webrgb


Nunca se leu ou se falou tanto em vitaminas! Qualquer pessoa que vá ao supermercado ou farmácia poderá ler em vários produtos as palavras "vitaminado", "contém vitaminas", enriquecido com "vitaminas". E não é raro a família optar em comprar um produto só porque está escrito no rótulo a palavra "vitamina". Alguns deles até estampam um elenco de vitaminas. Por que esse desejo das famílias na busca por alimentos vitaminados? Será que as famílias entendem a importância de uma alimentação saudável, que é a fonte natural das vitaminas?

As vitaminas são muito importantes para a saúde em geral. A falta de vitaminas traz diversas doenças e distúrbios na saúde e desenvolvimento infantil, como também das gestantes e de jovens, adultos e idosos. O consumo frequente e regular de alimentos que contém as vitaminas necessárias, é o melhor meio de suprir as necessidades do organismo e garantir saúde. Os suplementos só devem ser ingeridos por expressa recomendação de médico ou nutricionista e em casos bem específicos.

Mesmo que as mães apresentem muita preocupação com esse tema, pois acham que se derem vitaminas sintéticas para os filhos, eles estarão "bem nutridos", o ideal é sempre orientar e explicar que uma alimentação saudável, com frutas, legumes, verduras e outros, é capaz de suprir todas as necessidades de vitamina do organismo da criança. A questão é que, muitas vezes, a criança come errado, com excesso de doces, refrigerantes e outras guloseimas que, mesmo tendo a palavra "vitaminado" no rótulo, não resolvem a questão e ainda propiciam a obesidade infantil. É preciso ficar bem atento e não acreditar simplesmente no que diz a propaganda.

Frutas de época, legumes e verduras (especialmente aquelas plantadas em uma horta caseira), cereais, carnes magras e brincadeiras ao ar livre ajudam para que nossas crianças tenham alegria e um crescimento adequado e saudável.

marcia moscatelli2

 Marcia Moscatelli de Almeida

“Todos já ouviram falar que uma alimentação saudável deve ser variada e colorida, porque não existe um único alimento com todas as vitaminas”, explica Márcia.           

As vitaminas são nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo, principalmente porque ajudam a evitar muitas doenças. Devem ser ingeridas diariamente, em quantidades adequadas, através da alimentação. Para aprofundar os conhecimentos sobre esse tema e avaliar se seus hábitos alimentares estão proporcionando quantidades e variedades suficientes de vitaminas, confira a entrevista a seguir, com Márcia Moscatelli de Almeida, nutricionista da coordenação nacional da Pastoral da Criança.

O que são vitaminas? Para que servem e como se dividem?

As vitaminas são substâncias presentes nos alimentos e que são muito importantes para o bom funcionamento do nosso corpo.Existem dois tipos de vitaminas. Primeiro, as lipossolúveis, que precisam de gordura para serem absorvidas dentro do nosso intestino. Por isso, costumamos colocar uma colherzinha de óleo em cima da salada, para ajudar na absorção das vitaminas daquelas verduras e legumes. O segundo grupo é das vitaminas hidrossolúveis, que são aquelas absorvidas na presença de água. Por exemplo, a vitamina C e as vitaminas do complexo B.

Qual é a importância das vitaminas para as gestantes?

Para gestante, a gente sempre ressalta a vitamina C, que é uma das vitaminas que vai ajudar a prevenir as infecções. Uma das infecções mais comuns é a pneumonia. Esse nutriente previne sangramento nas gengivas e ajuda a cicatrizar as feridas. A vitamina A também ajuda a prevenir diarreia, infecções, protege a visão e a pele, e ajuda no crescimento do bebê no útero, além de fortalecer as defesas do organismo. Uma outra muito importante é a vitamina D, que trabalha junto com o cálcio. Então, é por isso que normalmente as mães e gestantes recebem a orientação de se expor ao sol ou deixar que as crianças tomem sol, no período da manhã ou da tarde. Isso ajuda a ativar a vitamina D, que, então, vai facilitar a absorção do cálcio, para manter os ossos fortes.

Nas propagandas, nos supermercados, nos rótulos dos alimentos, podemos ver e ler “produto vitaminado” ou “contém vitaminas”. Então, por exemplo, um biscoito recheado passa a ser bom para a criança só porque tem a palavra vitamina no rótulo?

É importante saber que as vitaminas presentes nos alimentos industrializados foram colocadas ali artificialmente. Na maioria das vezes, a quantidade que tem de vitamina naquele alimento é muito pequena. Mas, o maior problema é o que está por trás dessa propaganda, que chama a atenção das mães. Por exemplo, o biscoito recheado que você acabou de falar: o fabricante não coloca na frente da embalagem que a farinha usada foi feita com trigo transgênico ou que o recheio não tem nada de chocolate, é só gordura, açúcar, corante marrom e cheiro de chocolate. E que se a criança comer esse alimento todos os dias, ela pode ficar obesa, com diabetes, com colesterol alto e outras doenças. Então, a gente tem que prestar muita atenção naquelas letrinhas pequenas que estão no rótulo e que não estão chamando atenção, que normalmente trazem informações muito mais importantes para a mãe que quer cuidar da alimentação do seu filho.

Saiba mais:
Alimentação saudável: da “horta-mãe” para as casas das famílias
Acompanhamento nutricional

Leia a entrevista na íntegra: 1202 - Entrevista com Márcia Moscatelli de Almeida - Vitaminas (.PDF)

Saiba mais SBP: Nutrologia e suporte nutricional

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

1202 - Vitaminas

Sul
 
Norte