1325 dst entrevista

Foto: Nensuria by Freepik

As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são uma questão de saúde pública, uma vez que são transmitidas durante o contato sexual, por meio de seringas contaminadas (principalmente entre usuários de drogas) e, até mesmo, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação.

O diagnóstico confiável das DSTs somente pode ser feito depois da realização de exames específicos, prescritos pelos médicos, visto que algumas das doenças não apresentam nenhum sintoma. No caso das gestantes, o teste para sífilis, por exemplo, deve fazer parte do pré-natal.

Segundo relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS), de janeiro a junho de 2016, 1 milhão de pessoas que vivem com HIV passaram a receber tratamento antirretroviral. Em junho, cerca de 18,2 milhões de pessoas tiveram acesso a medicamentos, incluindo 910 mil crianças, o dobro do número registrado cinco anos atrás. Para a agência da ONU, é um avanço que resulta do compromisso cada vez maior dos países com a Aceleração da Resposta à epidemia.

Mas ainda há muito a combater. O tratamento das pessoas afetadas pela AIDS e outras DSTs melhora a qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão das infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços de saúde do SUS. E a prevenção é responsabilidade de todos.

Para saber mais sobre essas doenças, confira a entrevista com o padre Danilo Pena, assessor da Pastoral da AIDS, da Arquidiocese de Curitiba e do Regional Sul 02.

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
1325 - 20/02/2017 - DST's: como prevenir


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

Sul

Norte

O que são doenças sexualmente transmissíveis, as chamadas DSTs?

São as doenças sexualmente transmissíveis causadas por vírus, bactérias, também por outros micróbios, e que se transmitem, principalmente, por meio das relações sexuais. Mas, não somente por elas. Por exemplo, o HIV pode ser transmitido pelo leite materno. Estas doenças se manifestam por meio de feridas, corrimento, bolhas, verrugas, esses são geralmente os primeiros sintomas e devemos ficar atentos a eles para identificar uma DST.

Que cuidados as gestantes devem ter com relação às DSTs?

As DSTs devem ser levadas a sério e tratadas corretamente, da forma mais eficaz e mais rápida possível. É preciso ter ainda um cuidado, uma responsabilidade para que essas doenças não prejudiquem a gravidez e a saúde da mãe e do bebê. É na gestação que a mulher fica mais vulnerável a adquirir essas infecções, já que ocorre, do ponto de vista fisiológico, uma diminuição dos mecanismos de defesa da mulher. Por isso que um olhar cuidadoso para as DSTs no período da gestação é tão importante, visto que é um leque muito amplo de problemas que atingem a mãe e o bebê, em função das doenças sexualmente transmissíveis.

padre danilo pena

Padre Danilo Pena - Assessor da Pastoral da AIDS

Qual é a atitude da Igreja em relação às DSTs?

Eu diria que são três colunas: a primeira é a da prevenção. Prevenção passa por um olhar amoroso do outro, prevenção passa pelo respeito do corpo, prevenção passa pelo sexo após o casamento. A segunda coluna é o tratamento e aqui as pastorais sociais da Igreja Católica têm uma atuação muito importante na busca por políticas públicas que favoreçam o tratamento de todas as pessoas dentro do Sistema Único de Saúde, o SUS. A terceira é a solidariedade, a presença amorosa junto de todas as pessoas, inclusive das pessoas que vivem com as doenças sexualmente transmissíveis. É isso o que a Pastoral da AIDS procura fazer. Nosso viés principal é o da solidariedade como irmãos que somos, unidos pelo sangue redentor de Jesus Cristo.

Qual o contato para quem quiser mais informações?

Quem quiser informações mais específicas pode entrar no site da Pastoral da AIDS: www.pastoralaids.org.br. Esse é o nosso site da Pastoral em nível nacional com as informações e os contatos. Inclusive, é a oportunidade de você mandar um e-mail, nos ligar e quem sabe instalar aí na sua diocese, na sua paróquia, na sua comunidade este trabalho.

Leia a entrevista na íntegra: 1325 - Entrevista com Padre Danilo Pena - DST’s: como prevenir (.PDF)