os primeiros mil dias de vida e a nossa saudeOlá, líderes:

Estamos aqui novamente para conversar com vocês. Como o próximo mês é de Mutirão em busca das Gestantes, vamos conversar um pouco sobre como organizar esse mutirão. Vocês sabem que quanto antes começarmos a acompanhar a gestante melhor para ela e para o bebê que está se formando.

No mês passado, conversamos sobre a importância dos 1000 dias para a vida futura do bebê. Neste mês, vamos ver como organizar nosso mutirão.

Saiba mais sobre os primeiros mil dias

Primeiro, é importante saber quantas crianças cada líder acompanha, e quantas gestantes já estão sendo acompanhadas na nossa comunidade. A recomendação da Pastoral da Criança é para que seja priorizado o acompanhamento de gestantes e crianças menores de um ano devido aos riscos que podem apresentar, mas sabemos que crianças de dois a seis anos também necessitam de acompanhamento. Por isso, é bom sempre estarmos convidando outras pessoas da comunidade para serem líderes, para que possamos dar cobertura de atendimento a todos que precisarem da Pastoral da Criança. Assim ajudaremos que todas as crianças tenham vida plenamente. Devemos nos organizar para o Mutirão. Podemos convidar outros líderes de comunidades vizinhas para nos ajudar nesse dia. Convidar a coordenadora de Ramo para participar com vocês, também é muito bom. Vamos a alguns passos:

- Verificar se vocês têm em mãos a cartela dos 1000 dias para entregar em todas as casas que passarem, mesmo que não encontrem gestantes. Nesse caso, a recomendação é para que a família entregue a cartela para uma gestante conhecida, mesmo que ela não tenha o acompanhamento da Pastoral da Criança.

Lembrem-se: esta cartela é igual a cartela que vem junto do Laços de Amor e que deverá ser entregue na 1ª visita à gestante cadastrada. A diferença é que está escrito “Mutirão em Busca das Gestantes”.

Por que a preocupação com a entrega desta cartela?

Pois é necessário que as informações que ela contém sejam do conhecimento das famílias. Se vocês não tiverem essas cartelas na comunidade, devem pedir para a coordenação de Ramo providenciar com antecedência. Nos dias de hoje, faz com que muitas gestantes não se preocupem com a alimentação e cuidados necessários. Por outro lado, sabemos das dificuldades encontradas nos atendimentos à saude. Por isso, é importante a visita do líder nas casas, pois ele podem orientar como a gestante deve se alimentar e se cuidar durante a gestação.

Passo a passo

- Escolher as ruas que vão visitar na comunidade. Vocês podem fazer as visitas e caso nessas ruas escolhidas não existam gestantes, visitar outras ruas da comunidade.
- Verificar se têm os folhetos dos 10 Mandamentos da Paz na Família para entregarem junto com a cartela dos 1000 dias, do Mutirão em Busca das Gestantes.
- No dia do Mutirão, antes de sair para as visitas, não esqueçam de fazer uma oração em conjunto para terem força na caminhada.
- Vocês podem avisar as famílias da comunidade do Mutirão em Busca das Gestantes, falando nas missas da capela, colocando cartazes nos mercados, Unidade de Saúde, divulgando nos cultos, etc. para que no dia do Mutirão as famílias esperem vocês. O Mutirão deve acontecer quatro vezes ao ano: fevereiro, maio agosto e novembro. Dessa forma, podemos acompanhar as gestantes desde o mais cedo possível.

Depois de feito o Mutirão, vocês devem verificar quantas gestantes foram encontradas na comunidade e, se não for possível acompanhar todas neste momento, começar com as que têm maiores necessidades de acompanhamento: gestantes adolescentes, mais idosas e que apresentem problemas de saúde. Sair em busca de outros líderes também é uma boa ação para que vocês possam acompanhar todas as gestantes que surgirem no Mutirão em Buscas das Gestantes.

Depois de cadastradas, as gestantes devem ser acompanhadas mês a mês. O líder deve entregar para elas as cartelas do Laços de Amor. No próximo mês, falaremos das cartelas do Laços de Amor. Até lá! 

 

Mais recentes - Missão