celebracao da vida 208Olá, líderes, nos meses anteriores conversamos sobre o que fazer quando encontramos crianças com diferenças no seu organismo. Neste mês, vamos conversar sobre como melhorar a alimentação das famílias que acompanhamos.

Na Pastoral da Criança temos uma ação chamada Alimentação Saudável e Hortas Caseiras. Com essa ação procuramos orientar as famílias como melhorar sua alimentação sem gastar muito dinheiro, ao fazer uma pequena horta em casa, seja em seu quintal ou mesmo em espaços pequenos como vasos, garrafas pet, caixinhas de leite, etc.

Sabemos que mudar hábitos de vida e hábitos alimentares exige determinação. Para isso, é fundamental incentivarmos as pessoas dando um bom exemplo. Portanto, para iniciarmos essa transformação necessitamos rever nossos lanches no Dia da Celebração da Vida. Será que o lanche que estamos servindo é: saboroso e saudável? Quando servimos cachorro quente e refrigerante estamos agindo corretamente? Sabemos que muitas crianças não costumam tomar suco de fruta natural, mas isto é razão para não insistirmos com ela ou desistirmos de apresentar essa bebida para as outras crianças? Não podemos preparar chás de ervas naturais, como de erva doce, capim limão, camomila, ou chá mate? Será que é tão demorado e difícil fazer um chá?

Dicas de receitas

No caso, tanto da preparação dos chás como de sucos naturais, precisamos cuidar com a quantidade de açúcar que colocamos, pois podemos estar adoçando para nós (para o nosso paladar) e não para as crianças. Quanto menos açúcar colocarmos melhor será para todos.
Vocês podem alegar que ganham refrigerantes para a Celebração da Vida, mas será que não podemos negociar com o doador de em vez de doar refrigerante, doar frutas para se fazer sucos?

Será que todo mês necessitamos dar bolacha ou bolos? Não podemos trocar por um sanduíche de pão com queijo ou um patê caseiro com suco? O Brasil está com um número grande de crianças com sobrepeso e obesidade. Qual a contribuição da Pastoral da Criança para diminuir essa situação?

Ouvimos muitas vezes que o Dia da Celebração da Vida é apenas uma vez no mês, por isso fazem bolos e doces para o lanche, mas será que não podemos contribuir com uma alimentação mais natural, saborosa e que incentive as crianças a comerem melhor? Temos uma excelente oportunidade de, fazendo isso, mostrar a todos como também são muito gostosos os alimentos saudáveis.

Será que estamos convidando as mães ou responsáveis para nos ajudarem nesse dia?

Estamos conversando com elas sobre o que servir no Dia da Celebração da vida?

Não estamos dizendo que nunca podemos servir um bolo, doce ou cachorro quente. O que orientamos é que esse tipo de alimentação não seja habitual. Precisamos variar o lanche de acordo com nossas possibilidades e sempre que possível, incentivar o melhor para a saúde de todos. Podemos servir frutas e as crianças, por não estarem acostumadas, estranhar, mas logo vão se habituando a comer frutas e a gostar. Estamos falando em servir frutas encontradas no local e de época, que são mais baratas.

Ensinar as mães a fazer um lanche gostoso também faz parte da atividade do líder. A troca de receitas e o convite a participar do preparo do lanche no Dia da Celebração da Vida motiva as famílias a comparecerem neste dia e também incentiva a mudança de seus hábitos alimentares.
Ate o próximo mês!

Mais recentes - Missão