William-StadlerComemorado no dia 15 de outubro, o Dia Mundial de Lavar as Mãos, é um evento que acontece em diversos países e tem por objetivo ressaltar a importância do ato de lavar as mãos. No Brasil, a Pastoral da Criança também é parceira dessa campanha e incentiva que os seus quase 200 mil voluntários levem essa informação para as famílias acompanhadas em mais de 35 mil comunidades.

Segundo dados do Unicef, todos os anos, mais de 3,5 milhões de crianças, menores de 5 anos, morrem no mundo por causa de doenças como diarreia e infecções respiratórias agudas. É um dado assustador saber que 42% das vítimas fatais de diarreia e 25% daquelas que tiveram infecções respiratórias poderiam ser evitadas se o simples fato de lavar as mãos, várias vezes ao dia, fosse um hábito. Estamos falando de se evitar 6 mil mortes de crianças.

A Pastoral da Criança, em parceria com a marca Lifebuoy, desenvolve desde 2010, ações que incentivam o ato de lavar as mãos. A marca, assim como a Pastoral da Criança, preocupa-se com o desenvolvimento saudável das crianças e utiliza a multiplicação de informações educativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Foto: William Stadler 

Metodologia da campanha

A proposta é que, no momento da Celebração da Vida, as líderes utilizem o carimbo para, que a partir do desenho de um “bichinho” (que representa bactérias e sujeira), a criança perceba que sua mão não está limpa.

A metodologia é baseada em quatro passos:

  • Convencimento – Demonstrar para a criança que há sujeira na mão;

  • Aceitação – Convidar a criança a fazer parte da ação educativa;

  • Prática – Utilização da cartilha e desenvolvimento das atividades;

  • Premiação – Reconhecer quem se esforçou, com a entrega do adesivo com os dizeres: “Agora nossa comunidade sabe como lavar as mãos”.

A fundamentação dessa ação vem de uma tese científica, testada pela Harvard University (uma das mais conceituadas universidades dos Estados Unidos e do mundo), que afirma que, em 21 dias, um comportamento pode ser incentivado e se tornar um hábito. Há quatro anos, essa tese foi colocada em prática em dois municípios do estado de São Paulo e aprimorada, até o planejamento em âmbito nacional.

Em 2013, o kit da Unilever foi distribuído nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. “Nesses lugares, houve uma diminuição no número de crianças levadas ao serviço de saúde”, relata Clóvis Boufler, gestor de relações institucionais da Pastoral da Criança.

Em agosto de 2014, os setores dos outros estados receberam o material da Unilever, para planejar as ações da campanha para o mês de outubro. A expectativa é que, repetindo alguns resultados já obtidos, se concretizem melhorias na saúde e na qualidade de vida das famílias.