1361 criancas animais entrevista

Foto: Bruno Bralfperr

Só quem tem um animal de estimação sabe a diferença que faz ter a presença desses bichinhos em nossas vidas. Os benefícios são inúmeros e já foram provados pela ciência. Mas, quando essa convivência envolve as crianças e gestantes, será que os animais continuam sendo uma boa companhia?

Para entendermos os cuidados que devemos ter com os animais de estimação em casa, vamos conversar com o Dr. Guilherme Gonçalves, médico veterinário e sanitarista da Universidade Federal do Paraná.

Quais são os benefícios que os animais de estimação trazem para as crianças?

Ter um animalzinho traz muitos benefícios. São muitas atividades e brincadeiras. Além do mais, existe uma interação do ser humano com os animais, uma interação social que envolve toda a família. Ter um animal também faz com que a criança se torne mais responsável, pois terá de levá-los para passear, alimentá-los e cuidar dele em todos os momentos. Vale lembrar que os animais são uma boa fonte de distração e relaxamento, afinal todos nós gostamos de agradar os bichinhos e por isso, são excelentes terapias para crianças hiperativas, autistas ou com outros distúrbios.

Com que idade uma criança pode ter um animal de estimação?

A idade recomendada para ter um animal de estimação é a partir dos 4 ou 5 anos. É necessário que a criança já tenha uma certa maturidade, que saiba coordenar seus movimentos para que não machuque o animal, não aperte as orelhas, puxe o rabo ou queira colocar a boca.

Quais cuidados as gestantes precisam ter com os animais de estimação?

É preciso ter cautela, porque alguns desses animais podem transmitir doenças que afetam o feto. A doença mais conhecida é a toxoplasmose. Nesse caso, se a gestante entra em contato com o micro organismo presente nas fezes ou na urina do gato, ela pode ter a doença.

Quais são as principais doenças que os animais de estimação podem transmitir?

Além da toxoplasmose, os animais também trazem fungos para dentro de casa e também vermes que saem junto com as fezes em forma de ovos. Se o animal defeca dentro de casa, esses ovos podem chegar até a nossa boca ou pele, causando verminoses. Também existe a doença da arranhadura do gato. O que ocorre é que quando vamos brincar com um gatinho, que é um animal caçador, as unhas dele estão sujas, já que ele sai de casa, anda no telhado, caça ratos e pássaros, tornando-as contaminadas e quando ele nos arranha, acaba nos contaminado e isso pode se tornar uma grande dor de cabeça. Outra doença que não podemos esquecer e que é muito importante, é a raiva. A raiva é um vírus transmitido para todos os mamíferos e que não tem cura. Por isso, é muito importante vacinar todos os animais.

Leia a entrevista na íntegra: 1361 - Entrevista com Guilherme Gonçalves - Gestantes, crianças e animais (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra:
1361 - Gestantes, crianças e animais (SUL)
1361 - Gestantes, crianças e animais (NORTE)