As brincadeiras  infantis são fundamentais  no processo de desenvolvimento físico e nas aprendizagens, pois por meio delas a criança aprende, experimenta o mundo, possibilidades, relações sociais, elabora sua autonomia e organiza suas emoções. A família deve estimular  as crianças para  realizarem brincadeiras diversificadas e criar momentos lúdicos, interativos e alegres, principalmente nos primeiros mil dias de vida.

As brincadeiras realizadas no ambiente familiar favorecem o desenvolvimento e tornam as crianças mais criativas, alegres e espontâneas,  e ainda,  valorizam a família como  lugar de convivência, diálogo e harmonia.

Nas brincadeiras e jogos, a criança aprende, interage com outras pessoas e se comunica melhor. Brincando elas desenvolvem o interesse em aprender, se tornam mais ativas e prontas para enfrentar desafios. De acordo com Vygotsky (1991), “a brincadeira é entendida como atividade social da criança, cuja natureza e origem específicas são elementos essenciais para a construção de sua personalidade e compreensão da realidade na qual se insere.”

A criança precisa brincar, ter prazer e alegria para aprender e se desenvolver; Brincadeiras com jogos, histórias, poesias, músicas,  favorecem o equilíbrio e as relações entre  as pessoas da família e da comunidade. Estimular jogos e brincadeiras favorecem o desenvolvimento e envolvem todos os aspectos físicos, emocionais, sociais  e intelectuais.

Você está aqui: