• Com caixas de papel ou papelão

Caixas de leite abertas em cima e lavadas, caixas de pasta de dente, de remédios, de fósforos, de sabão em pó, entre outras. Encher as caixas com jornal bem amassado para que fiquem consistentes e não se estraguem logo. As caixas, depois de cheias para refoar, podem ser usadas como são, ou então cobertas com papel pardo para ficar parecendo madeira ou, ainda, pintadas de cores variadas. Procurar ter sempre duas caixas de tamanhos e formatos iguais.

  • Com madeira

Conseguir, em marcenarias da comunidade ou com pais e familiares que trabalhem com madeira, que eles cortem pedaços de madeira de formas e tamanhos variados, que precisam ser bem lixados para não ficar com farpas. É importante ter pelo menos dois iguais de cada tamanho para possibilitar que as crianças possam fazer construções simétricas, ou seja, em que um lado da construção é igual ao outro. Esse tipo de construção exige que a criança aprenda sobre o que é igual e o que é diferente, o que ajuda muito no seu aprendizado do conhecimento matemático.

Você está aqui: