Os Coordenadores Paroquiais e de Área

O coordenador paroquial, assim como todos os membros da Pastoral da Criança, tem como missão criar condições para que os líderes possam realizar sua missão. Tudo o que o coordenador paroquial realiza, como por exemplo: planejamento e organização do trabalho pastoral, acompanhamento da qualidade da capacitação e formação contínua dos líderes, visita às comunidades e suas coordenações, prestação de contas, se justifica para criar condições para que os líderes possam realizar a Missão da Pastoral da Criança com as famílias.


Da mesma forma, o coordenador de área tem a missão de acompanhar as várias Paróquias com o mesmo objetivo. Como os primeiros cristãos, também os coordenadores, vão mostrar disposição ao:

Serviço: “Pois o filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar vida em resgate por muitos” (Mc 10,45). Jesus fez da sua vida um serviço e assim também nós devemos seguir seu exemplo (Jó 13, 15).

Diálogo: A evangelização acontece em uma cultura, em uma comunidade e conta também com a participação de pessoas de outras religiões e culturas, respeitando as diferenças (Jó 4, 1-38).

Anuncío: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa-Nova a toda criatura” (Mc 16,15). É a dimensão missionária. A Pastoral realiza esta missão quando os seus líderes chegam nas famílias, comunidades, nos locais mais distantes e necessitados para desenvolver as suas ações.

Testemunho de Comunhão: Viver na comunidade os valores da fé, da partilha. Celebrar e viver em comunidade, “Nisto conhecerão todos que sois os meus discípulos: se vos amardes uns aos outros” (Jó 13,35). Na Pastoral da Criança é fundamental este espírito fraterno.

“Sejam alegres na esperança, fortes na tribulação, perseverantes na oração. ” (Cf. Rm 12,12)

Atribuição de um membro de qualquer Coordenação da Pastoral da Criança: 

proporcionar aos líderes boas condições de trabalho.

Atividades Fins

Implantar a Pastoral da Criança em outras comunidades:
   · Identificar as famílias e buscar novos líderes;
   · Identificar líderes para serem preparados como capacitadores do Guia do Líder na Paróquia e nas comunidades.
Manter as comunidades:
   · Acompanhar o líder e equipe da comunidade;
   · Visitar pessoalmente cada comunidade, ao menos uma vez ao ano, sendo que o ideal seria visitar cada comunidade quatro vezes no ano;   
   · Usar o AppVisita ou enviar as FABS para coordenação nacional;
   · Analisar os indicadores através dos relatórios trimestrais recebidos da coordenação nacional;
   · Formar equipe de apoio;
   · Realizar de três em três meses reunião com os coordenadores de comunidade.
Reativar as comunidades sem sinal de vida:
   Tomar providências e visitar pessoalmente as comunidades que não estejam enviando FABS ou sincronizando através do App Visita.

 Atividades Meio
   · Acompanhar as doações e promoções realizadas, bem como uso do recurso;
   · Prestar contas mensalmente para a Coordenação Diocesana;
   · Repassar recurso através do recibo de repasse a comunidade;
   · Prover o líder com os materiais educativos necessários para sua missão;
   · Participar das assembleias diocesanas: uma vez ao ano acontece a assembleia diocesana para avaliação e planejamento, sendo que a cada três anos há a eleição do Coordenador Diocesano;
   · Promover a assembleia anual Paroquial: uma vez ao ano acontece a assembleia paroquial, sendo que a cada dois anos há a eleição do Coordenador Paroquial;
   · Promover a articulação com o pároco, com outras pastorais, com movimentos e Conselhos Municipais de Saúde e de Direitos;
   · Realizar Reunião para Reflexão e Avaliação (RRA) na Paróquia com a Comunidade: reunir com seus coordenadores de comunidades para analisar os pontos de atenção de cada comunidade e a cada 3 meses analisar os estágios de evolução;
   · Participar das reuniões de áreas conforme planejamento;

Atribuições da Coordenação de Área

Para obter um bom desenvolvimento das ações da Pastoral da Criança nas Paróquias, é importante que a Coordenação de Área realize as seguintes atividades:

a) Visitar as paróquias de sua área
   · Visitar as Paróquias, priorizando os que estão iniciando, ou que estão com dificuldades, para animar a caminhada e orientar a prática das ações a serem desenvolvidas com as famílias;
   · Visitar comunidade que esteja com dificuldade, quando a paróquia não o fizer.

b) Promover e participar de Encontros e Reuniões
   · Promover encontros e reuniões com as Coordenações Paroquiais de sua área para auxiliar no planejamento das atividades;

   · Participar de reuniões da equipe da Coordenação Diocesana e colaborar na organização e dinamização dos encontros e capacitações a nível de Diocese.

Para baixar CADASTRO OU ALTERAÇÃO DE COORDENADOR DE ÁREA clique aqui.

Você está aqui:
Você está aqui: