4º passo de Emaús: ressuscitar e voltar para Jerusalém (lc 24,33-35)

Naquela mesma hora, levantaram -se e voltaram para Jerusalém, onde se encontraram reunidos os Onze e os outros discípulos.
E estes confirmaram: "Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!"
Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como o tinham reconhecido ao partir o pão.

   Agora tudo mudou! Eles mesmos ressuscitaram! O casal cria coragem e faz o caminho de volta. Voltam para Jerusalém, para a comunidade. Voltam para a cidade onde continuam ativas as forças da morte que mataram Jesus. Mas também para o lugar onde agora se manifestam as forças da vida nova! Uma vida nova que se concretiza na partilha da experiência de ressurreição. Onde antes havia medo, agora existe coragem! Onde antes havia fuga, agora existe retorno e disponibilidade. 
   A mudança fez nascer a esperança em vez de desespero, consciência crítica em vez de fatalismo frente ao poder, liberdade em vez de opressão! Enfim: VIDA em vez de morte! Eles, que antes estavam presos à má notícia da morte de Jesus, agora trazem uma Boa Nova: Jesus ressuscitou!
   Experimentar a presença viva de Jesus e do seu Espírito presente no meio de nós. É ele que abre nossos olhos sobre a Bíblia e sobre sua própria ressurreição e nos leva a partilhar a experiência de Ressurreição com os irmãos e as irmãs de outras comunidades e mesmo de outras igrejas cristãs. O objetivo desta leitura bíblica é escutar Deus que nos fala hoje!

Avaliar
“...como também eu me esforço por agradar em tudo a todos, buscando não o que é vantajoso para mim, mas o que é vantajoso para o maior número de pessoas, a fim de que sejam salvas”. (1ª Cor 10, 33)

   O Sistema de Informação reúne dados dos vários níveis de coordenações da Pastoral da Criança, permitindo avaliar as ações realizadas.
Fluxo de Informação
1º etapa: O líder, na Visita Domiciliar e no Dia da Celebração da Vida, cadastra e acompanha as gestantes e as crianças menores de 6 anos no seu Caderno do Líder. A partir daí, registra a cada mês as respostas às perguntas dos indicadores das crianças e gestantes acompanhadas.

2º etapa: Uma vez por mês, cada líder preenche a 4º parte do seu Caderno com a soma das informações de todas as crianças e gestantes acompanhadas. Na Reunião para Reflexão e Avaliação, os líderes de uma mesma comunidade somam os dados de todos os cadernos numa FABS – Folha de acompanhamento e Avaliação Mensal das Ações Básicas de Saúde e Educação na Comunidade. Além de preencher a FABS, essa reunião é o momento onde os líderes podem trocar experiências, conversar sobre as famílias que acompanham, estudar melhor a situação delas, procurar soluções locais e se fortalecer na caminhada.

3º etapa: A FABS é enviada à Coordenação Paroquial, que a confere, analisa, assina e envia para a Coordenação Nacional, em Curitiba/Paraná. Esse tema também pode ser aprofundado com a ajuda do Guia do Líder nas páginas 227 e 228, cujo tema é "FABS – Folha de Acompanhamento."
Importante:
· Para as comunidades distantes, o portador das FABS pode deixá-las na casa paroquial ou em outro local previamente combinado, onde a Coordenação Paroquial irá buscá-la. Qualquer membro da comunidade pode ser portador da FABS até esse local.
· Verificar se o nome da comunidade está correto, pois sem a correta identificação não há como registrar a FABS no Sistema de Informação.

4º etapa: na Coordenação Nacional, os dados das FABS são digitados e analisados. A cada 3 meses é emitido um relatório para cada Paróquia, contendo resultados que indicam a situação de saúde e desenvolvimento das crianças e gestantes acompanhadas por todos os líderes da Pastoral da Criança, nas diversas comunidades. Esse relatório contém a evolução das comunidades e o estágio em que cada uma se encontra, a situação de Prestação de Contas da Paróquia e o valor de recurso que a Paróquia recebeu nos últimos 12 meses. Por isso é tão importante que o resultado destas informações volte para a comunidade.

Como analisar um indicador

O que é um indicador: É um guia, um sinal. Por isso o indicador é importante pois chama atenção para alguma coisa que devemos observar. Por exemplo: um indicador que mostra uma criança com sobrepeso sinaliza que o líder deve conversar com seus pais para ver sua alimentação, se ela faz exercícios e assim ajudar a criança a ter mais saúde.

Para que servem os indicadores: Na Pastoral da Criança os indicadores procuram apontar para os principais aspectos da saúde da gestante e da criança, como está ocorrendo o processo de desenvolvimento da criança e verificar o acesso ao serviço de saúde. Esses indicadores ajudam primeiramente ao líder, em seu trabalho de acompanhamento junto às famílias.

De onde saem os indicadores: No Caderno do Líder e no App Visita Domiciliar estão os indicadores para o acompanhamento mensal das crianças e gestantes. Em relação às crianças, os indicadores cobrem o ciclo de vida que se inicia na concepção e vai até os seis anos. Eles se referem a aspectos de saúde – amamentação, peso, desnutrição, diarreia, vacinação, acesso aos serviços de saúde e também aos aspectos de aprendizagem e relacionamento, que chamamos de indicadores de oportunidades e conquistas. Em relação à gestante, os indicadores estão relacionados a aspectos de saúde, ao acompanhamento do pré-natal e ao acesso aos serviços de saúde.

Quando esses dados são repassados para o Sistema de Informação eles servem para que os diversos níveis de coordenação da Pastoral da Criança possam apoiar as paróquias e comunidades na construção de uma rede de apoio e de controle social, na defesa dos direitos de cada um. Servem também para celebrar quando esses direitos estão garantidos.

 

Gradualmente, todos os relatórios de acompanhamento estão sendo passados para a tela inicial do Sistema de Informação da Pastoral da Criança.

Assim, logo que você entrar no sistema, sem precisar clicar em nada, você já verá gráficos e tabelas referentes a sua área de atuação.

Tela Inicial:

Ao lado do nome de cada indicador, há um símbolo. Ao clicar neste símbolo, aparecerá uma descrição dando detalhes sobre o indicador.

 Há diversas formas de expor estes indicadores:

- tabelas: com um indicador por linha
- gráficos de linhas: em geral colocando a situação da sua área de abrangência e comparando-a com outros níveis da Pastoral da Criança. Por exemplo: dados da Diocese, do Estado e Brasil.
- gráfico de barras: mostrando o número de crianças acompanhadas e não acompanhadas.
- mapas: com o local de moradia das crianças e gestantes acompanhadas pelo AppVisita.

1. Metas e Cobertura
   Mostra como está a situação de cada município de uma Diocese: crianças acompanhadas atualmente e crianças pobres que não são acompanhadas pela Pastoral da Criança (crianças pobres contadas no último Censo do IBGE menos as crianças que a Pastoral acompanha hoje).
Isso serve como instrumento para começar as ações, onde não possui, reforçar onde já está implantada, levar em reuniões do clero para mostrar a abrangência da Pastoral nos municípios da diocese. Planejar ações de expandir a Pastoral da Criança nas áreas prioritárias, onde se encontram as crianças mais pobres.

2. Número de Crianças de até 6 anos cadastradas

Este gráfico mostra a evolução das crianças acompanhadas: a linha é contínua quando os dados são oficiais (o trimestre já foi fechado).
Os dados em linha pontinhada são dados reais mas parciais: espera-se que mais informações ainda cheguem.

Ao clicar em ... (isso será lançado em breve), aparecerá um relatório com as informações enviadas para a Coordenação Nacional, tanto pelo AppVisita quanto pela FABS. Quando uma comunidade ou todas as comunidades de uma paróquia deixam de enviar informações é um alerta para o coordenador diocesano, sinal que esta comunidade precisa de um olhar mais carinhoso.

3. Estágio de Evolução da Comunidade (Novo Sistema de Informação - NSI)

São fases pelas quais a comunidade passa, caracterizadas por necessidades específicas daquele momento, separado por indicadores relacionados ao trabalho do líder e ao sistema básico de saúde.
Menu de acesso
Atalho
· Relatório de estágio de evolução
· Selecione o período: 3 meses terminando em ou
· Escolher o trimestre fechado
· = Filtrar (filter)
Quando clicar neste relatório, ele já traz o cálculo da diocese que está vinculado e com o período três meses terminando em. Para imprimir, no final da página, usar a opção IMPRIMIR/SALVAR (pdf), salvar o relatório e após imprimir. Para imprimir uma paroquia (ramo) por página, marcar a opção: Imprimir um Ramo por página (PDF).

4. Prestação de Contas do Ramo- (Sistema de Informação)
Clique aqui (http://si.pastoraldacrianca.org.br)

   · Financeiro
   · Prest.Gastos-Manut.
   · Listagem
   · Escolha: Listagem de Situação
   · Abrangência: Setor
   · Meses: 12 últimos
   · Confirma

Para acessar Relatórios Trimestrais no sistema de informação, basta seguir esses passos:
- clique aqui
- entre no SISTEMA DE INFORMAÇÃO clicando:
    - no Sign in with Google ou
    - escrevendo seu usuário e senha ou
    - clicando em Visitante Brasil
- veja sua página inicial ou clique em Menu de Acesso: Relatórios de Estágio de Evolução trimestre.
       Selecionar: Estado/Setor – filtrar
           Imprimir PDF: semelhante ao envio ao relatório trimestral, acessar o trimestre liberado.

Você está aqui:
Você está aqui: