Os cuidados na alimentação devem continuar durante o crescimento da criança. Para tanto, é importante que a família se alimente bem, pois a criança vai comer o que os pais comerem.

A alimentação saudável faz parte de um processo de aprendizagem. Por isso é importante despertar a curiosidade da criança para conhecer as diferentes cores, formas e texturas dos alimentos.

Para facilitar esse processo as crianças podem participar da preparação da comida ajudando nas atividades fáceis e sem perigo, como lavar uma verdura, colher um temperinho na horta ou ajudar a escolher uma fruta na feira. Assim, elas conhecem mais sobre os alimentos da região em que a família mora e aprendem naturalmente a gostar de comidas saudáveis.

Para uma boa educação alimentar, algumas dicas podem ajudar, tais como:

  • Conversar nas visitas sobre como é importante e educativo estabelecer horários para as refeições, mas sem rigidez para não transformar esses momentos, que devem ser agradáveis, em fonte de nervosismo e agitação.
  • Lembrar aos pais que para as crianças é muito bom que as refeições sejam feitas em família, com a televisão desligada. As refeições são ótimas oportunidades para conversar com a criança e saber o que ela está sentindo e pensando.
  • Preparar pratos coloridos que chamam a atenção das crianças e despertem o apetite.
  • Estimular a mãe a não desistir no primeiro “não gosto disso” ou diante das caretas das crianças. A paciência e a dedicação são preciosas na educação alimentar. A criança tem todo o direito de recusar, assim como de experimentar de novo.
  • Lembrar que não há necessidade de acrescentar açúcar nos sucos, leite e chás.

Líder, anime cada família a fazer sua horta caseira, utilizando pequenos espaços de seu quintal para cultivar temperos e hortaliças. 


Você está aqui: