ead topo

A criança brinca de faz de conta?

Aos três anos cada vez mais a criança brinca de faz de conta e de um modo diferente. Esse tipo de brincadeira é muito importante porque surge de uma necessidade básica da criança: a de querer que os pais fiquem sempre junto dela.

Brincando de faz de conta, a criança imita e fala sobre o que está vendo. Ao imitar os adultos, procura falar como eles, fazer o que eles fazem. Assim ela passa a ter atitudes e comportamentos que são mais adiantados que os da sua idade e se desenvolve por isso.

Brincar de faz de conta ajuda a criança a desenvolver sua imaginação e também a entender e aprender os valores, os costumes de sua família e das outras pessoas do lugar onde mora.

A brincadeira de faz de conta é a atividade mais importante para o desenvolvimento da criança até por volta dos seis anos.

A criança gosta de cantar cantigas de roda e de aprender as músicas que ensinam para ela ou que ouve no rádio e na igreja. Também tem muito interesse em brincar com instrumentos musicais: tamborzinho de lata, flauta de bambu, chocalhos. Com a música, a criança ouve outros tipos de sons, aprende noções de ritmo e melodia.

Ela também precisa ter oportunidade de desenhar com lápis, carvão, pedra colorida, no papel ou no chão. Assim, pode aprender a segurar o lápis e seu desenho começa a apresentar formas, como bolinhas ou quadrados.

Ela também gosta de ver livros com figuras e de ouvir histórias que as pessoas contam e leem para ela.
Organizar espaço, brinquedos e materiais, no dia da Celebração da Vida, oferece oportunidade para a criança brincar e fazer atividades junto com outras crianças.

A criança tem oportunidade de brincar com outras crianças?

Nas brincadeiras com outras crianças, ela já conversa para trocar ou emprestar brinquedos, em vez de brigar por isso. Essas brincadeiras são boas porque a criança menor imita o que a mais velha faz e esta também ensina o que já sabe para uma criança mais nova que ela. Brincando juntas, as crianças estão sempre se desenvolvendo.

A criança também aprende, cada vez mais, com a fala. Quando a família conversa e responde às perguntas dela, está ajudando a criança a falar melhor e a entender como são as coisas no dia a dia. Nessa idade, ela pergunta o “porque” de tudo. “Por que fica de noite?”, “ Por que o sino da igreja toca?”.

Ela pode notar e perguntar também sobre as diferenças entre meninos e meninas. “Por que menino faz xixi em pé?” “Por que menina não tem “piu-piu”?”. Cada família deve procurar responder de acordo com seus costumes e valores, sem enganar ou assustar a criança.

Enquanto participa com a família das atividades da casa, a criança vai observando e perguntando sobre as coisas. Aprende que os objetos podem ser iguais e diferentes. Quando os pais estão, por exemplo, separando as roupas para lavar, costurando, arrumando legumes e frutas, é bom deixar a criança ajudar. Assim ela aprende sobre tamanhos, formas, quantidades e cores.

Levar a criança à igreja faz parte de sua educação cristã e mostra que sua família pertence a um grupo de pessoas que se une pela fé, que são amigas e se ajudam.

A família precisa levar os filhos para passear e brincar, visitar parentes e amigos. É bom que a criança tenha oportunidade de ouvir contadores de história, assistir a teatros de fantoches, de mamulengos e a participar dos festejos de sua comunidade. Assim ela pode conhecer e valorizar o que as pessoas do lugar onde vive sabem fazer.

"Reserve momentos para brincar com suas crianças pois elas se desenvolvem brincando e brincar junto aproxima as pessoas da família." (3º mandamento para a Paz na Família)

Você está aqui: