crianca 2 anos

Foto: Arquivo da Pastoral da Criança

As pessoas da família animam a criança a brincar e brincam com ela?

Como a criança pode aprender e se desenvolver

Nessa idade, a criança ainda gosta de ficar sempre com os pais. Se fica longe, sente muito a falta deles. Por isso, procura os objetos que eles usam e imita o que eles fazem, quando brinca de faz de conta. Ela também começa a querer fazer tudo sozinha, inclusive o que não pode. A brincadeira de faz de conta é importante porque permite que a criança faça brincando o que não pode fazer de verdade. E, assim, ela começa a aprender a reconhecer e a lidar com seus próprios limites e com a ausência dos pais.

Para brincar de faz de conta, a criança precisa ainda dos próprios objetos ou de brinquedos parecidos com eles. Os pais e as pessoas da família podem fazer brinquedos para ela, como bonecas, panelinhas, móveis, carrinhos, tambor. É preciso também brincar com a criança, pois ela ainda gosta de brincar um pouco com os adultos.

crianca 2 anos rezando

Foto: J. R. Ripper

Nessa idade, a criança pergunta o nome de tudo, pois descobriu que cada coisa tem um nome. Saber o nome das coisas ajuda-a a pensar em coisas que não vê. Ou seja, ela fala “bola” e tem a ideia do que é sem precisar ver a bola.

Se a família tem o hábito de conversar com a criança e de ouvir o que quer dizer, ela aprende a conversar cada vez melhor, usando frases com mais palavras como: “Olha o cachorro bonito, papai”.

Ela pode aprender pequenas orações e rezar junto com os pais na hora de comer, antes de dormir, ao acordar. Também pode aprender seu nome, o nome dos pais e dos irmãos.

crianca 2 anos desenho

Foto: J. R. Ripper

A criança já consegue prestar atenção por mais tempo. Os pais, avós e tios podem contar histórias da Bíblia, de revistas; contar casos das pessoas da família. Essas atividades interessam à criança e desenvolvem sua linguagem e pensamento. Ela aprende muitas coisas nos desenhos, nas fotos e vendo palavras escritas.

A criança já se interessa por usar um outro tipo de linguagem: o desenho. Ela descobre que certos materiais como o lápis, o giz, pedaços de pedra ou tijolo fazem riscos no papel ou no chão. Ela começa a rabiscar.

Ela já tem habilidade para pegar e brincar com coisas menores e também fica mais tempo em uma atividade. Os pais podem dar potes e caixas para ela brincar, aproveitando para ensinar sobre tamanho, forma, cores e a contar quantos são.

A criança não gosta que caçoem quando ela chora, sente medo ou não consegue fazer alguma coisa. Ela precisa sentir que é compreendida.

Conversar e pedir que conte por que está triste ou alegre ajuda a criança a conhecer seus sentimentos e a entender também o que as outras pessoas sentem. Ela continua gostando de ser abraçada, beijada, de ficar no colo dos pais, principalmente quando nasce um irmãozinho ou irmãzinha.

crianca 2 anos briga

Foto: J. R. Ripper

A criança gosta cada vez mais de brincar com outras crianças, mas ainda briga pelos brinquedos, pois acha que tudo é dela. Fala “é meu”, “é minha” para tudo e fica zangada quando não consegue o que quer. Conversar com a criança, procurando mostrar que nem tudo pertence a ela, é um bom jeito de ajudá-la a aceitar limites.

A criança precisa de espaço, pois está sempre em movimento. Sobe e desce de coisas baixas, salta com os dois pés ao mesmo tempo. Ela também gosta de passear com a família, brincar no quintal ou na praça com outras crianças.

Acidentes domésticos

É preciso tomar cuidado para que a criança não saia sozinha para a rua. Quando os pais saem com ela, devem segurá-la pela mão, para evitar acidentes.

crianca 2 anos ioc

 Foto: J. R. Ripper

As pessoas da família ensinam, sem violência, o que a criança não pode fazer?

A criança já aprendeu a fazer muitas coisas e agora quer mostrar que tem vontade própria. Por isso, diz “não” para quase tudo. Suas respostas prediletas são: “não quero”, “não vou”. Ela também é curiosa, pergunta muito, quer mexer em tudo e ir para todo lado. Com isso, os adultos podem perder a paciência, mas se eles entendem que esse comportamento faz parte do desenvolvimento da criança, podem encontrar o melhor jeito de dar os limites adequados.

A criança precisa reconhecer limites e aprender que certas coisas ela não deve pegar, pois pode se machucar, quebrar ou ainda porque são de outra pessoa. O adulto deve explicar para ela, com calma e firmeza, mas sem violência, o que ela pode e o que não pode fazer. Bater, beliscar, sacudir são atitudes de violência que mostram que o adulto perdeu o controle da situação.

Eduque seu filho através da conversa, do carinho e do apoio e tome cuidado:

quem bate para ensinar, está ensinando a bater. 4º mandamento para a Paz na Família

crianca 2 anos ilustra1Também são formas de violência: não cuidar da criança, não atendê-la quando chora, não conversar com ela, meter medo, ameaçar. Criança malcuidada, abusada sexualmente ou agredida perde a confiança nas pessoas, fica tímida, calada ou agressiva. Quando a criança é criada com violência, aprende a conviver com a violência.

A maior parte das agressões contra a criança acontece dentro de casa, praticada por pessoas da família. Elas são feitas, com mais frequência, quando a criança desobedece. Muitas vezes a violência acontece porque a família está passando por uma situação difícil; outras vezes, porque a criança fica muito levada por não ter oportunidade de brincar ou não receber atenção. Mas nada justifica agredir uma criança.

Os pais querem que seus filhos e filhas aprendam a conviver com as pessoas, a não mentir, a não mexer nas coisas dos outros, a respeitar os mais velhos. Para ensinar esses valores, algumas famílias costumam usar formas violentas.

crianca 2 anos ilustra2Julgar, repreender mães, pais e familiares por agredirem as crianças não tem se mostrado um bom caminho. Procurar entender as causas da violência nas famílias pode ser um passo importante para ajudá-las a encontrar outras formas de tratar a criança.

Em cada família, em cada comunidade, as pessoas têm o dever de buscar, juntas, com diálogo, soluções para proteger a criança de qualquer tipo de violência e perigo. As crianças são responsabilidade de todos nós. Nos casos muito graves, de abusos e maus tratos, o Conselho Tutelar ou qualquer outro serviço público de proteção à criança deve ser avisado.

crianca 2 anos comendo banana

Foto: Marcello Caldin

Alimentação

Na hora das refeições, a criança também quer mostrar que tem vontade própria, escolhendo o que quer comer. Mas os pais devem animar a criança a comer alimentos variados e dar o exemplo, comendo esses alimentos também. A hora das refeições é para ser celebrada. Por isso, deve ser um momento calmo e sem brigas.

A criança precisa de uma alimentação que tenha todos os tipos de alimentos:

  • - grãos, como arroz, lentilha, feijão;
  • - massas, como pão e macarrão;
  • - verduras e legumes variados;
  • - frutas;
  • - ovos e carnes;
  • - leite e seus derivados (manteiga, coalhada, iogurte), no café da manhã e na hora dos lanches.

As famílias têm mais condições de ter uma alimentação saudável quando sabem aproveitar melhor os alimentos, sem desperdícios. Muitas vezes o que é comprado pronto tem menos valor nutritivo do que a comida feita em casa.

Saiba mais: Nutrição da Criança

Higiene

Nessa idade, a maioria das crianças já tem todos os dentes de leite. Agora a criança já pode escovar seus dentes, mas sempre com a ajuda de um adulto. Pode usar creme dental, mas em pouca quantidade, pois até os três anos de idade não consegue cuspir todo o creme. O excesso de creme dental, quando engolido, pode causar problemas nos dentes permanentes que ainda vão nascer.

Saiba mais. Por que cuidar dos dentes de leite das crianças?

Acidentes domésticos

Guarde bem o creme dental, pois há crianças que comem todo o creme do tubo de uma só vez.

Durante o dia, a criança já controla o xixi e o cocô, mas ainda pode fazer xixi na cama à noite. Por isso é bom sempre levar a criança para fazer xixi antes de ir dormir.

Saiba mais: Na retirada das fraldas, respeite o tempo da criança

crianca 2 anos lavar as maos

Foto: Arquivo Pastoral da Criança - Chapecó SC

As pessoas sabem que lavar as mãos após usar o banheiro, antes das refeições ou ao chegar em casa evita doenças. As mãos contaminadas podem provocar diarreias, vômitos e doenças como gripes, resfriados, hepatites e alguns tipos de meningite.

Os germes são transmitidos pelo toque entre as pessoas ou no contato com objetos contaminados. Como as pessoas não enxergam os germes nas mãos, elas parecem estar limpas. Mas para as mãos ficarem realmente limpas precisam ser bem lavadas com água e sabão.

Saiba mais: Lavar as mãos

Saiba mais SBP: Filhos - de 2 a 10 anos de idade

Estas orientações foram retiradas do Guia do Líder (.PDF)