Autoridade de Deus

Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus; as que existem foram instituídas por Deus.
Assim, aquele que resiste à autoridade, opõe-se à ordem estabelecida por Deus;
e os que a ela se opõem, atraem sobre si a condenação.
Em verdade, as autoridades inspiram temor, não porém a quem pratica o bem, e sim a quem faz o mal!
 Queres não ter o que temer a autoridade? Faze o bem e terás o seu louvor. Porque ela é instrumento de Deus para teu bem.
Mas, se fizeres o mal, teme, porque não é sem razão que leva a espada:
é ministro de Deus, para fazer justiça e para exercer
a ira contra aquele que pratica o mal.
Romanos 13: 1-4

Prioridades de um membro de qualquer Coordenação da Pastoral da Criança

Atribuição de um membro de qualquer Coordenação da Pastoral da Criança: 

proporcionar aos líderes boas condições de trabalho.

Além da Missão já estabelecida para todos os coordenadores da Pastoral da Criança, o coordenador diocesano deve:

  • Acompanhar – promover, animar, planejar – a caminhada das Comunidades e Paróquias, em comunhão com a Igreja local.

  • Distribuir adequadamente recursos financeiros e material educativo.

  • Acompanhar a Reunião para Reflexão e Avaliação, observando para:

    • formar e acompanhar equipes de pessoas, visando propiciar capacitação inicial e formação contínua;

    • criar e manter coordenações de área;

    • intervir, quando necessário, para manter a qualidade das ações.

  • Formar equipe para desempenhar as funções de escritório da Pastoral da Criança, tais como:

    • cadastros de comunidade e de capacitação,

    • rever FABS com erro,

    • prestar contas,

    • solicitar recursos para capacitação, etc.


Planejamento

    O coordenador diocesano deve fazer o planejamento geral das ações juntamente com as coordenadoras de área e sua equipe. Este planejamento deve ser realizado de acordo com as prioridades, necessidades e metas que necessita alcançar, observando os relatórios que apontam resultado significativo.

    O relatório de planejamento de capacitação de líderes deve ser utilizado neste plano de ação, nos lugares em que há necessidade da atuação de novos líderes e maior acompanhamento de crianças.

    Cada coordenador Diocesano, após feito o planejamento geral das ações reflete com sua equipe sobre a forma que será realizada cada atividade. Para atividades que necessitar recurso financeiro e material, o coordenador deverá preencher o formulário especifico e encaminhar à Coordenação Nacional.

    • Realizar anualmente o levantamento de estoque de material educativo e pedido anual de materiais necessários para repassar às Paróquias;
    • Realizar  semestralmente as atividades de capacitação/Assembleia conforme Planejamento.

 
Outros

    • Promover a assembleia anual da Diocese e participar das assembleia do estado de acordo com o regimento interno;
    • Articular com as Pastorais Sociais, Conselhos, Movimentos de Pastorais, autoridades pública e incentivar a participação dos articuladores nos conselhos de saúde e de direitos da criança;

Você está aqui: