A criança frequenta a pré-escola? 

A partir dos quatro anos é importante a criança frequentar uma pré-escola, a qual deve ter uma proposta pedagógica que leve em conta o modo como a criança vive, aprende e se desenvolve. Na pré-escola, a convivência entre crianças, e também entre adultos e crianças, deve valorizar o diálogo e o respeito ao próximo, bem como a ampliação de saberes e conhecimentos.

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil (MEC/SEB), a proposta pedagógica é o plano orientador das ações da instituição e define as metas pretendidas para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças que nela são educadas e cuidadas.

Uma boa pré-escola precisa de:

  • professores e outros profissionais bem formados;
  • alimentação, higiene e repouso adequados;
  • locais para brincadeiras e atividades ao ar livre;
  • atividades pedagógicas;
  • brinquedos de vários tipos, jogos variados; instrumentos musicais, som, fitas, discos; livros de história, revistas, jornais;
  • materiais variados como lápis, tintas, cola, tesoura, papel, massa de modelar, sucata;
  • acesso a espaços, materiais, objetos, brinquedos, informações e condições para o atendimento a crianças com diferença no funcionamento do organismo;
  • prédio com instalações seguras e adequadas para as crianças realizarem as atividades pedagógicas, de alimentação, higiene, repouso e brincadeiras.

Quando a família participa das atividades, frequenta reuniões e realiza encontros com os profissionais da pré-escola, está colaborando para que a educação pré-escolar atenda às necessidades reais das crianças.

A pré-escola faz parte da educação básica e é dever do governo municipal oferecê-la para as famílias matricularem suas crianças de quatro e cinco anos de idade. No site http//portal.mec.gov.br/educação infantil encontra-se a publicação Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil, que traz as informações sobre o atendimento em creche e pré-escola.

Nos lugares onde não existem pré-escolas ou elas não oferecem atendimento de qualidade, os líderes da Pastoral da Criança e outras lideranças comunitárias, junto com as famílias, podem se organizar para conseguir com o governo de seu município esse atendimento, que é importante para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças.

Ambiente familiar favorável

Quando vive em um ambiente favorável ao seu desenvolvimento, a criança pode se desenvolver porque participa de atividades feitas junto com as pessoas de quem ela gosta e que gostam dela. São atividades do seu dia a dia e do lugar onde vive. Por isso, têm sentido e são importantes para a vida dela.

Se a criança vive no campo, tem mais oportunidade de aprender a cuidar de animais, de andar a cavalo. Se ela vive na cidade, tem mais oportunidade de aprender a ligar uma televisão, a andar de ônibus (auto, carro). Se a criança vive numa família que tem fé, aprende a amar e a respeitar a Deus e a seu próximo. Se a criança vê os pais e familiares em atitudes de respeito, honestidade e responsabilidade, vai aprendendo a agir assim.

Cada criança aprende a seu modo e no seu tempo o que as pessoas ensinam para ela. Quando a criança é animada e ajudada pelo adulto e por outras crianças maiores a fazer o que ainda não sabe, ela consegue fazer. Criança não se desenvolve sozinha.


Você está aqui: