ead topo

Quando a mãe ou o pai sorri para o bebê, ele responde com outro sorriso? 

Na fase de dois a três meses o bebê responde ao sorriso da mãe ou do pai demonstrando a boa relação que tem com eles e o quanto a atenção dos adultos é importante para ele. O que o bebê mais gosta e precisa é de ficar com a mãe ou com quem cuida sempre dele, pela ligação de confiança que se estabelece entre eles. Se o pai fica sempre com o bebê, esta ligação também se estabelecerá.

Cada bebê tem um jeito próprio de se comunicar com as pessoas. Quando tem fome, cólica ou quer mudar de posição, pode chorar, se agitar ou encolher as perninhas; quando se sente bem, pode sorrir ou sacudir bracinhos e pernas com alegria.

Quando está acordado o bebê fica calmo e feliz se a mãe ou o pai estão por perto. Enquanto trabalham em casa, os pais podem colocar o bebê perto deles para conversar ou cantar para ele. Assim, ele se anima a fazer sons como: “arg, arg, arg” ou “grr, grr, grr”. No início o bebê está experimentando e brincando com os sons da sua língua. O que parece ser uma descoberta de ruídos sonoros começa a ser imitado pelos pais e familiares e a ganhar diferentes significados.

Eles gostam muito de ouvir os sons que os pais realizam quando estão com eles. Essa interação de afeto, cuidado e brincadeiras favorecem o desenvolvimento do cérebro do bebê. Estudos apontam que eles aprendem melhor e mais rápido quando estão próximo dos pais.

As pessoas da família se comunicam com o bebê de diversas maneiras, usando sons, gestos e palavras. O bebê aprende por imitação e com a fala não é diferente. É importante conversar desde sempre com o bebê. Dizer seu nome, contar o que vai fazer, descrever a rotina, nomear as partes do corpo na hora do banho, mostrar as coisas na rua durante um passeio, ler histórias e cantar. Por isso, a melhor forma de estimular o bebê a falar é falando.

Além do sorriso, o bebê se anima a fazer sons, quando os pais, brincam, conversam e cantam para ele. Nesse momento a atividade cerebral do bebê é muito intensa, por isso eles querem imitar todos os sons que escutam, através de brincadeiras e das interações afetivas com os pais. Contar histórias, mostrar os objetos e falar os nomes corretos é uma brincadeira muito importante para a aprendizagem do bebê. 

Quando a mãe ou o pai movimenta devagar o rosto em frente ao bebê, ele segue esse movimento?

O bebê gosta de mexer e brincar com o rosto e as mãos das pessoas. Ele também já demonstra empenho em dirigir sua atenção e seguir com o olhar o movimento dos pais.

O bebê gosta de olhar, mexer e brincar com as suas mãozinhas, que ficam mais abertas. Ele já pode olhar e pegar as coisas que são colocadas perto de sua mão, como chocalhos e outros objetos coloridos. Leva para a boca tudo o que pega, pois a boca para o bebê é uma fonte de prazer e aprendizagem. 

A maioria dos bebês ainda dorme bastante. Mas cada bebê tem o seu tempo de sono. Uns são mais dorminhocos e outros menos.

Os líderes devem orientar as famílias sobre a importância do sono do bebê. Dormir bem é essencial e contribui para o desenvolvimento físico, emocional e cognitivo do bebê. É no sono que o bebê vai crescer, se desenvolver e memorizar os fatos que vivenciou durante o dia.

Cada bebê é único e tem o seu tempo de sono. Sempre que recebem atenção e carinho vão descobrindo coisas novas. A cada instante ele descobre algo diferente que acontece ao seu redor. Enquanto dorme vão processando todas as essas experiências para que sejam transformadas em aprendizados.  

 
Acidentes domésticos
 
 

A família precisa ter cuidado para não deixar panos ou plásticos perto do bebê, pois ele pode se sufocar. Fios e cordões perto do berço ou cordão de chupeta em volta do pescoço também são perigosos, pois o bebê pode se enforcar.

Na casa alguns cuidados são necessários com os bebês, como usar os protetores de tomada, colocar chaves ou trava de segurança nas gavetas que contenham facas, garfos e tesouras. Evitar que eles fiquem sozinhos. A companhia constante do adulto é indispensável. Eles são ágeis e muito rápidos para mexer nas coisas.

Na cozinha, coloque os cabos de frigideiras e panelas sempre viradas para o lado interno do fogão. Evite toalhas na mesa com pontas caídas, pois o bebê pode puxar e se machucar. O berço deve estar livre de objetos para o bebê dormir bem. Cuidar bem dos bebês é a melhor maneira de evitar acidentes em casa.

 

Quando os pais colocam o bebê de barriga para baixo, ele levanta a cabeça e os ombros apoiando-se nos braços? 

O bebê necessita ficar bem à vontade para aprender a controlar os movimentos do seu corpo. Ele ainda precisa da ajuda de alguém para mudar de posição: para ficar de lado, de barriga para cima ou para baixo. Assim ele pode ver as coisas diferentes ao seu redor, controla cada vez melhor o movimento da sua cabeça e aumenta a força nos braços.

A maioria dos bebês ainda dorme bastante. Mas cada bebê tem o seu tempo de sono, uns são mais dorminhocos e outros menos. 

Os pais pegam o bebê no colo para acariciar, falar e brincar, mesmo quando ele não está chorando? 

O bebê gosta e precisa do carinho de um colo. Gosta de ser tocado, beijado, de ouvir os pais falando e cantando baixinho para ele. O bebê não deve ir para o colo só quando chora, porque assim vai aprender que só chorando é que consegue a atenção dos pais. Bebê é esperto, aprende rápido.

É importante continuar colocando o bebê para tomar banho de sol, sem roupa. Isso ajuda a arejar a pele e estimula o aproveitamento da vitamina D. Essa vitamina ajuda a formar ossos e músculos fortes, prevenindo o raquitismo no bebê.

 
Acidentes domésticos
 
 

Crianças pequenas não devem pegar o bebê no colo sozinhas, pois podem machucá-lo ou deixarem ele cair.

As crianças ainda não tem a maturidade suficiente para cuidar do irmão menor. É preciso ter um adulto responsável, capaz de dar atenção e cuidar bem do bebê.

É importante muita atenção para evitar acidentes domésticos com os bebês. Os adultos precisam ficar atentos aos movimentos do bebê e protegê-lo. “Assim poderá evitar que o irmão pegue o bebê no colo, e deixe cair no chão. Ou caminhar pela casa com o bebê, chegar perto de janelas, descer ou subir escadas.”

Cuidar dos bebês é tarefa dos adultos. Sempre que estiver com a criança aproveite para: ler um livro de histórias, brincar ao ar livre, fazer caretas na frente do espelho, e dar oportunidade ao bebê para explorar e descobrir o mundo. Assim o bebê estará aprendendo e se desenvolvendo.

 



Você está aqui:
Você está aqui: