ruadobrincar

Rua do Brincar

 

Amarelinha, corda, bola, “bets”. As opções são muitas e parecem intermináveis. As ruas, durante muito tempo, foram espaços de interação, de brincadeiras, de conhecer os vizinhos novos…

Hoje, entretanto, há uma dificuldade maior em ver as crianças seguras neste cenário. Por isso, a Pastoral da Criança disponibilizou um espaço externo dedicado às brincadeiras livres e coletivas que permitem, principalmente, o convívio social e os movimentos amplos, incentivando a participação de toda a família.