como escolher a escola do seu filhoA educação infantil, que envolve creches e pré-escolas, deve ter uma estrutura física que possibilite a movimentação e o desenvolvimento das crianças. Além dos espaços adequados, é importante verificar se os materiais são acessíveis e adequados para a idade da criança, se questões de segurança e acessibilidade são observadas e como é a formação dos profissionais.

Perguntas básicas

Veja as perguntas básicas que devem ser feitas na hora de escolher uma creche ou escola de educação infantil, de acordo com o Ministério da Educação (MEC):

- A instituição tem autorização de funcionamento expedida pela Secretaria Municipal de Educação?
- A instituição tem proposta pedagógica em forma de documento?
- Reuniões e entrevistas com familiares são realizadas em horários adequados à participação das famílias?
- Há reuniões com familiares pelo menos três vezes por ano?
- Os familiares recebem relatórios sobre as vivências, produções e aprendizagens pelo menos duas vezes ao ano?
- A instituição permite a entrada dos familiares em qualquer horário?
- Existe local adequado para receber os pais ou familiares? E para o aleitamento materno?
- As professoras têm, no mínimo, a formação em nível médio, magistério?
- As salas de atividades e ambientes internos e externos são gradáveis, limpos, ventilados e tranquilos, com acústica que permite uma boa comunicação?
- O lixo é retirado diariamente dos ambientes internos e externos?
- A instituição protege todos os pontos potencialmente perigosos do prédio para garantir a circulação segura das crianças e evitar acidentes?

SAIBA MAIS

Chegou a hora da escola, como preparar seu filho?

A educação infantil é um direito da criança

Observe seu filho

Os pais sempre se preocupam com o bem-estar dos filhos no ambiente escolar. Algumas vezes só perguntar não basta. Por isso, preste atenção em algumas ações e atitudes da criança:

- Observe o comportamento da criança quando ela chega na instituição (alegria, timidez ou choro);
- Observe diária e atentamente enquanto estiver conversando com a criança, seu olhar, seus gestos e sua fala. Suas reações podem ajudar a avaliar o estado físico e emocional;
- Observe as reações da criança ao ver seus colegas, isso pode demonstrar como está a relação com a turma
- Observe as produções e o material que ela traz da instituição.

Foto: Marcello Caldin

 

Dicas para escolher uma instituição de educação infantil

educacao infantilNos dias de hoje, a escola é a segunda casa de muitas crianças, é onde elas passam boa parte do seu tempo. Por isso, na hora de levar seu filho para uma escola de educação infantil é importante observar alguns pontos que vão além do colorido das paredes e brinquedos disponíveis.

1- Ambiente limpo e arejado

O local pode ser simples, mas precisa estar limpo, bem arejado para que as crianças tenham ar puro e adequado à idade. Visitar os banheiros da escola pode ser uma maneira rápida de verificar o cuidado com a limpeza. Também observar a frequência da higienização destes banheiros, das mesas e cadeiras, e se, de maneira geral, o ambiente está organizado. É bom conferir se as janelas são amplas e possuem telas de proteção. E verificar ainda se os materiais pedagógicos, jogos e brinquedos são lavados com regularidade.

2 – Segurança

Uma das grandes preocupações dos pais é com a segurança das crianças. Durante a visita à escola, observe pontos como muros, grades e alambrados, se as janelas têm telas, se as tomadas são cobertas e os produtos de limpeza são mantidos fora do alcance das crianças. Verifique como a escola recebe os visitantes, pergunte se estranhos podem entrar na escola e ter acesso ao local onde as crianças ficam. Também se informe como é realizada a “entrega” da criança. Por questão de segurança, as crianças só devem ser entregues para as pessoas autorizadas.

3- Alimentação

A obesidade infantil tem sido uma das principais preocupações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e também da Pastoral da Criança. Durante a visita à escola, verifique se o cardápio é preparado com orientação de nutricionista e se os lanches oferecidos são saudáveis. Caso a criança leve o lanche de casa, prefira lanches saudáveis, como frutas, bolo e sucos.

4- Estrutura

A escola é um espaço de aprendizado e convivência, e não precisa ter a estrutura de um clube. Observe se existe um local apropriado para a prática de atividades ao ar livre e esportes, salas apropriadas para aulas de música e biblioteca. Verifique também os locais específicos para o descanso (sono) e para a alimentação. Os espaços devem ser ventilados, iluminados e com proteção contra o sol forte.

5- Professores e quantidade de crianças

Municípios e estados têm uma resolução diferente sobre a quantidade ideal de crianças por professor. O Conselho Nacional de Educação orienta que cada professor deve cuidar, no máximo, de seis a oito crianças de até 2 anos; de 15 crianças até 3 anos e de 20 crianças de 4 a 6 anos. Esses números levam em consideração as características do espaço físico e das crianças. Durante a visita à escola procure observar a relação dos professores com os alunos. Eles são atenciosos? Parecem dedicados?

6- Proposta pedagógica

Mais do que cuidar das crianças, a educação infantil também deve seguir o aspecto educativo. Pesquisas mostram que a frequência à creche e à pré-escola causam efeitos positivos na vida das crianças. Verifique se a proposta pedagógica adotada na escola está de acordo com o que você espera para a educação do seu filho.

selo guia do lider1

Educação infantil - Pré-escola

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil (MEC/SEB), a proposta pedagógica é o plano orientador das ações da instituição e define as metas pretendidas para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças que nela são educadas e cuidadas.

Uma boa pré-escola precisa de:

crianca 3 anos creche1

Foto: J. R. Ripper

  • professores e outros profissionais bem formados;
  • alimentação, higiene e repouso adequados;
  • locais para brincadeiras e atividades ao ar livre;
  • atividades pedagógicas;
  • brinquedos de vários tipos, jogos variados; instrumentos musicais, som, fitas, discos; livros de história, revistas, jornais;
  • materiais variados como lápis, tintas, cola, tesoura, papel, massa de modelar, sucata;
  • acesso a espaços, materiais, objetos, brinquedos, informações e condições para o atendimento a crianças com diferença no funcionamento do organismo;
  • prédio com instalações seguras e adequadas para as crianças realizarem as atividades pedagógicas, de alimentação, higiene, repouso e brincadeiras.

Quando a família participa das atividades, frequenta reuniões e realiza encontros com os profissionais da pré-escola, está colaborando para que a educação pré-escolar atenda às necessidades reais das crianças.

A pré-escola faz parte da educação básica e é dever do governo municipal oferecê-la para as famílias matricularem suas crianças de quatro e cinco anos de idade. No site do Ministério da Educação, encontra-se a publicação Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil, que traz as informações sobre o atendimento em creche e pré-escola.

Nos lugares onde não existem pré-escolas ou elas não oferecem atendimento de qualidade, os líderes da Pastoral da Criança e outras lideranças comunitárias, junto com as famílias, podem se organizar para conseguir com o governo de seu município esse atendimento, que é importante para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças.

Estas orientações foram retiradas do Guia do Líder (.PDF)

Foto: Billy Alexander