Índice de Artigos

Entrevista com Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

Você sabe porque a água é tão importante para o nosso corpo? Quais são as funções da água no corpo humano? Porque ela é indispensável?

Água é fonte da vida e todos os seres vivos, indistintamente, dependem dela para viver. Para entender melhor a importância da hidratação, vamos entrevistar a Regina Reinaldin, enfermeira da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Regina, o que é hidratação?

A hidratação é reposição de água no organismo, mantendo a sua composição corporal.

Porque a água, a hidratação, é tão necessária?

 regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

 Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

Sem a água, não há vida, ela é parte essencial de todos os processos metabólicos vitais para o organismo, exemplo: produção de energia, aproveitamento dos nutrientes dos alimentos que ingerimos, circulação do sangue, manutenção da temperatura corporal, um bom funcionamento dos rins e dos intestinos.

Quem podem sofrer mais com a falta do consumo de água?

Os idosos, grávidas, crianças, os adolescentes, desportistas e doentes.

De que maneira nós perdemos água em nosso organismo?

Pela urina ela é secretada pelos rins. É o principal mecanismo pelo qual o corpo mantém um equilíbrio entre a ingestão e a eliminação de água. Outra maneira é pela eliminação nas fezes, esta perda torna-se grave em caso de diarreia intensa, que pode levar a uma desidratação grave, se não for tratada rapidamente. Perdas insensíveis são aquelas que não podemos sentir, acontece através da respiração e através da pele, pela sudorese e pelo suor. É através do suor que conseguimos baixar a temperatura corporal em climas muito quentes.

O que é a desidratação?

A desidratação resulta da eliminação de água e sais minerais do organismo. É o que acontece quando há grandes perdas de líquido no corpo e quando essas perdas de água não são repostas.

Quais são as principais causas da desidratação?

A desidratação pode ser causada por muita perda de água, pela ingestão insuficiente de água, fluídos ou ambos. Vomito e diarreia são causas muito comuns para a perda de água.

SAIBA MAIS

Cuidados com a saúde no verão

Estudo confirma relação entre saneamento básico precário e diarreias

Quais são os sinais  e as principais consequências da  desidratação?

Sede, cansaço mental e corporal, sensação do aumento da temperatura corporal, vertigens e torturas, dores de cabeças, náuseas ou vômitos, alterações visuais e auditivas.

A desidratação provoca cansaço, dores de cabeças, dificuldades de concentração, mal estar geral, pode igualmente efetuar de forma significativa funções físicas e mentais, e é um fator de risco pra certas doenças e pode causar o envelhecimento precoce.

Que outras doenças aparecem pela falta de água?

A desidratação contribui para o aparecimento de doenças, como alergias, asma, colite, constipação, enxaqueca e artrite reumatoide, dores lombares, dor no peito, pressão alta, diabetes tipo 2, colesterol no sangue, e tantas outras doenças.

Qual a importância do soro caseiro?

Como sabemos, o soro é feito com água, sal e açúcar. O sal ajuda a manter a água retida no organismo e o açúcar ajuda a repor as reservas de carboidratos.

Regina, qual é a quantidade de água que nós devemos tomar por dia?

Beba cerca de um litro e meio à dois litros de líquidos por dia, beba pequenas quantidades de cada vez, e frequentemente, ao longo do dia, esteja atento aos sinais associados a desidratação: sede, urina de cor intensa e com cheiro, cansaço, dor de cabeça, perda de capacidade de concentração, atenção e memória.

Além da água potável, que outros líquidos ajudam na hidratação?

Dê sempre preferência à água, mas você pode tomar outras bebidas, como leite, sucos, chás, água de coco, e de alimentos ricos de água, sopas, saladas e frutas. Frutas frescas e vegetais podem ser tão boas fontes de hidratação quanto um copo de água.

Qual é a importância da hidratação durante a gestação e aleitamento materno?

Mulheres grávidas devem aumentar o consumo de água, tanto para suprir as perdas diárias, através da urina, das fezes, da respiração e do suor, como para atender as necessidades do organismo, que estão aumentadas nesta fase para suprir a circulação fetal, o líquido amniótico, a elevação do volume sanguíneo. O aumento da ingestão de água na gestação, também assegura que a mãe possua reservas suficientes para tolerar as perdas de sangue durante o parto e ajuda na constipação, que é frequente na gestação, pela redução do funcionamento do intestino. Na amamentação, o consumo de água também deve ser aumentado.'

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança. Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

Programa de Rádio 1163 - 06/01/2014 - Desidratação

 

 

Mais recentes - Criança