Índice de Artigos

APRENDENDO COM JESUS

Em qualquer trabalho pastoral Jesus sempre será o Mestre a ser imitado. Principalmente para quem trabalha em pastorais relacionadas com a saúde do povo. Segundo o evangelho de Marcos (cf. Mc 1,29-45) os primeiros trabalhos públicos de Jesus, começando a transmitir sua proposta de Reino, foi justamente um trabalho com pessoas doentes. Na época de Jesus, os enfermos, os doentes, as crianças e idosos eram pessoas marginalizadas, já que não participavam ativamente da sociedade e eram dependentes dos outros. Enfermos, leprosos, idosos, todos deveriam morar longe das pessoas sadias. Tais pessoas eram considerados impuros e portadores de maldições. Vigorosamente, Jesus começa a acolher, tocar, abençoar, abraçar estas pessoas, para escândalo de seus adversários.

De maneira especial, Jesus começa a valorizar as crianças. Na época de Jesus, uma criança não contava. Era uma pessoa de segunda categoria. As crianças não podiam participar da vida em sociedade, logo, não freqüentavam nem o templo nem as sinagogas. Para Jesus, as crianças simbolizam o que há de mais fraco e desprezado numa sociedade. Fazendo sua opção pelos pobres, Jesus abençoa, acolhe, toca e chama as crianças. Valorizando sua fraqueza, as crianças são, para Jesus, exemplo de entrega e de confiança em Deus.

Aprender com Jesus a trabalhar e a defender a vida das crianças é trabalhar pelo Reino de Deus. Devemos defender o que há de mais frágil e, por isso mesmo, mais divino que é a vida das crianças

Círculos