fotoentrevista

Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

Nesta semana, nosso tema são as doenças respiratórias agudas e também sobre a campanha permanente de combate às doenças respiratórias (“Antibiótico: primeira dose imediata”) que a Pastoral da Criança desenvolve nas comunidades.

As infecções respiratórias agudas ainda causam muito sofrimento e morte entre as crianças, principalmente entre as menores de um ano de idade. São doenças que se espalham com facilidade, passando de uma pessoa para a outra e podem dar mais de uma vez na mesma criança. A pneumonia faz parte das infecções respiratórias agudas e pode ser muito perigosa

A campanha tem o objetivo de alertar a população sobre a importância de ministrar a primeira dose do antibiótico nas Unidades Básicas de Saúde logo após a consulta, em especial nos casos de crianças com suspeitas de pneumonia. Quanto mais cedo começar o tratamento mais fácil é a cura.

Para entendermos melhor sobre essa campanha da Pastoral da Criança, nossa entrevista é com a Regina Reinaldin, enfermeira da coordenação nacional da Pastoral da Criança.

Regina, o que é uma infecção respiratória?

É uma doença que pode atingir indivíduos de todas as idades, mas é mais comum nas crianças e nos idosos.

Quais são os principais sintomas de uma infecção respiratória?

Os sintomas mais frequentes são febre, mal estar, tosse, dor torácica, catarro, dor de ouvido e dor abdominal.

Sabemos que uma das mais graves infecções respiratórias é a pneumonia. Como devemos agir em caso de pneumonia?

Quando a criança apresenta algum sinal de infecção respiratória, os pais devem ser orientados a levar ao médico o mais rápido possível. Se a mãe amamenta deve continuar amamentando. Os medicamentos devem ser dados na dose e nos horários corretos recomendados pelo médico, e a criança deve voltar ao serviço de saúde na data marcada ou a qualquer momento, se não apresentar melhora ou o seu estado de saúde se agravar.

Por que essa determinação de que em caso de pneumonia a criança receba imediatamente a primeira dose do antibiótico?

O Ministério da Saúde publicou uma portaria que descreve os direitos e deveres dos usuários de saúde, e orienta para o tratamento no tempo certo. No caso do antibiótico para a criança com pneumonia, o tempo certo é logo após o diagnóstico médico.

Por que não se espera o resultado do raio-x para afirmar que a criança está mesmo com pneumonia e então iniciar o tratamento com o antibiótico?

Não devemos esperar. Na maioria das pneumonias, se inicia o tratamento imediatamente e faz uma reavaliação após 24 e 48 horas.

Se o médico vai internar a criança, precisa tomar a primeira dose do antibiótico já na Unidade Básica de Saúde antes de ser encaminhada para a internação?

Ela precisa tomar na Unidade de Saúde, pois entre a transferência, internação e o início do tratamento no hospital pode levar horas. Por isso, recomenda-se dar a primeira dose no posto, antes de encaminhar para o hospital.

O que acontece quando a criança não faz o tratamento com o antibiótico até o fim e não completa as doses prescritas pelo médico?

Nesses casos, as bactérias do paciente podem vir a desenvolver uma resistência ao antibiótico.

Quais são suas orientações para prevenir as doenças respiratórias?

Manter a vacinação adequada em dia; aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida da criança; manter a casa e principalmente o quarto da criança arejado, limpo e não ter nada que acumule pó; não fumar dentro de casa; lavar as mãos com água e sabão principalmente depois de tossir ou espirrar, depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar nos olhos na boca e no nariz; e procurar ter sempre uma alimentação saudável.

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança. Ouça o programa de 15 minutos na íntegra
Programa de Rádio 1184 - 09/06/2014 - Infecções respiratórias/ Campanha do Antibiótico
{audio socialshare:no}1184 Infecções respiratória- Campanha do Antibiótico 2014 sul|/images/audios/programasvivaavida2014/sul/1184infeccoesrespiratoriascampanhaantibiotico.mp3; 1184 Infecções respiratória- Campanha do Antibiótico norte|/images/audios/programasvivaavida2014/norte/1184infeccoesrespiratoriascampanhaantibiotico.mp3{/audio}